Províncias

Aumenta internamento no Sumbe

Victor Pedro | Sumbe

O Hospital Geral 17 de Setembro, na cidade do Sumbe (Cuanza Sul), internou 8.712 pacientes durante o ano passado, dos quais 3.230 com casos de malária, informou o director-geral, Felizardo Manuel.

Vista parcial do Hospital Geral da cidade do Sumbe que precisa de reabilitação para melhorar as condições de atendimento ao público
Fotografia: Víctor Pedro | Sumbe

O hospital atendeu, em 2013, 82 mil pacientes, dos quais 46 mil em consulta externa e 36 mil no banco de urgência.
 O bloco operatório realizou 765 intervenções cirúrgicas. O laboratório efectuou 218.784 análises, sendo 110.647 a doentes externos e 62.199 a pacientes internados. O Hospital Geral da cidade do Sumbe tem capacidade para internar 161 doentes e dispõe de banco de urgência, consultas externas, pediatria, farmácia e áreas auxiliares, Raios X, cuidados intensivos, medicina, cirurgia, laboratório, urologia, cardiologia, estomatologia, hemoterapia e bloco operatório.
A grande preocupação da direcção é a falta de médicos e enfermeiros de especialidade.
O director lembrou que além da falta de recursos humanos, o hospital precisa de ambulâncias. Felizardo Manuel manifestou preocupação com o estado avançado de degradação do edifício do hospital e apelou às entidades competentes para procederem à reabilitação, para melhorar os níveis de atendimento.
“A atenção que o Executivo tem prestado ao sector da Saúde na província tem contribuído para o aumento de unidades sanitárias, permitindo o descongestionamento do Hospital 17 de Setembro, mas as nossas instalações precisam de uma reabilitação”, disse.
Os serviços de estomatologia  estão a beneficiar de uma requalificação, o que pode melhorar esta área de extrema importância. Acrescentou que a instituição pretende também reformar e oferecer outras condições de comodidade à área onde ficam os familiares dos pacientes.

Tempo

Multimédia