Províncias

Autoridades locais defendem a preservação do hipopótamo

O responsável provincial da divisão da fauna do Instituto de Desenvolvimento Florestal sugeriu, no sábado, no Sumbe, a realização de estudos que identifiquem as zonas com mais hipopótamos para preservar esta espécie animal.

O responsável provincial da divisão da fauna do Instituto de Desenvolvimento Florestal sugeriu, no sábado, no Sumbe, a realização de estudos que identifiquem as zonas com mais hipopótamos para preservar esta espécie animal.
Francisco Jaime afirmou que alguns hipopótamos são abatidos, principalmente por camponeses, porque danificam as culturas, que procuram para se alimentarem.
“Há várias áreas com rios que cruzam os municípios de Ebo, Kassongue e da Cela, onde se regista grande concentração deste mamífero, que necessitam de ser classificadas reservas naturais”, disse.
 Estas áreas, ao serem classificadas reserva natural, salientou, permitem a sua catalogação e preservação, com vista à prática do ecoturismo, que pode ser de grande valia, na captação de receitas para o Estado.

Tempo

Multimédia