Províncias

Bens deteriorados foram destruídos

Casimiro José | Sumbe

Cerca de uma tonelada e meia de produtos alimentares foram destruídos no Sumbe, pela Direcção Provincial da Polícia Económica, por se considerarem impróprios para o consumo humano.

Os produtos destruídos, leite em pó, queijo, chouriço e iogurte, foram retirados do circuito comercial em estabelecimentos da cidade do Sumbe.O responsável dos serviços de imprensa do Comando Provincial do Cuanza Sul da Polícia Nacional, inspector chefe Mateus Guilherme Balato, disse que a Polícia Económica vai continuar a desencadear acções nos estabelecimentos comerciais, para desencorajar todos os que na ânsia do lucro fácil, enveredam por práticas de oferta de bens de consumo fora dos prazos de validade.  “Vamos cerrar fileiras contra os que pretendem obter lucro fácil, com a oferta de bens de consumo com prazos expirados, porque entendemos que tais práticas são contra a saúde pública”, frisou.
O inspector chefe Mateus Balato apelou aos consumidores para colaborarem com as autoridades de inspecção, denunciando todas as práticas de falsificação de prazo de validade de produtos expostos nos estabelecimentos comerciais.

Tempo

Multimédia