Províncias

Camponeses beneficiam de sementes

Casimiro José | Quibala

As famílias camponesas do município da Quibala, no Kwanza-Sul, envolvidas na campanha agrícola 2011/2012 estão a receber sementes melhoradas de milho, fornecidas pelo sector empresarial da região, no âmbito do protocolo assinado entre o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) e os fazendeiros produtores de milho que operam na região.

O reembolso vai ocorrer a partir de Julho do próximo ano por altura da colheita
Fotografia: Jornal de Angola

As famílias camponesas do município da Quibala, no Kwanza-Sul, envolvidas na campanha agrícola 2011/2012 estão a receber sementes melhoradas de milho, fornecidas pelo sector empresarial da região, no âmbito do protocolo assinado entre o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) e os fazendeiros produtores de milho que operam na região.
O chefe da Estação de Desenvolvimento Agrário da Quibala, Virgílio Gomes, que anunciou ontem o facto ao Jornal de Angola, disse que para beneficiar 22.560 famílias camponesas, 160 agricultores do sector empresarial, 41 associações e quatro cooperativas agro-pecuárias, a fazendas Cambondo e Mato Grosso Camama disponibilizaram, no quadro do protocolo, 52,1 toneladas de sementes.
O reembolso da ajuda vai ocorrer a partir de Julho do próximo ano, época em que acontece a safra dos cereais, numa proporção de um quilograma por dois.
O protocolo rubricado veio dar alegria aos camponeses de nível médio da região, pelo facto de a semente ser produzida localmente e estar isenta de qualquer indício de pragas. Outra vantagem que os camponeses encontram no mecanismo adoptado pelo IDA é o facto de a distribuição da semente ocorrer na época do plantio sem condicionalismos de transportação.
Virgílio Gomes adiantou que, ao todo, foram preparados 6.012 hectares ao nível do município, mas mostrou-se preocupado com a falta de sementes de feijão e, por isso, apelou aos fornecedores no sentido de colocarem à disposição a referida semente na segunda época da campanha agrícola, que inicia em Fevereiro do próximo ano.
 Quanto aos fertilizantes e pesticidas, o responsável afirmou que, no quadro do programa de micro crédito em curso, está a facilitar a aquisição dos produtos no mercado local e noutros pontos.
O programa de micro crédito está a beneficiar 14 grupos com um montante de 34 milhões de kwanzas.

Tempo

Multimédia