Províncias

Casas prontas em breve

Manuel Tomás| Sumbe

As primeiras 500 casas, das três mil previstas, na centralidade da área dos Carvalhos, município do Sumbe, são entregues até Dezembro. O responsável da área comercial e marketing da construtora Kora Angola, Bernardo Florindo, disse que a execução das obras, que começaram em Maio, respeita os prazos estabelecidos.

Habitações sociais erguidas na capital do Kwanza-Sul entregues no fim de ano
Fotografia: Manuel Tomás

As primeiras 500 casas, das três mil previstas, na centralidade da área dos Carvalhos, município do Sumbe, são entregues até Dezembro. O responsável da área comercial e marketing da construtora Kora Angola, Bernardo Florindo, disse que a execução das obras, que começaram em Maio, respeita os prazos estabelecidos.
Bernardo Florindo adiantou que a centralidade é constituída por casas geminadas T2 e T3, prédios de quatro andares, integrando cada oito apartamentos, bem como áreas de serviços comerciais, sanitários, escolares, espaços verdes e de lazer. A centralidade ocupa uma área de 150 hectares, dos quais 60 são da responsabilidade da empreiteira Kora Angola. A centralidade do Sumbe criou mais de 1.200 novos postos de trabalho, prevendo-se um aumento de técnicos à medida que o projecto se for estendendo aos municípios de Porto Amboim, Cela e Gabela.
O governador do Kwanza-Sul, Serafim do Prado, que visitou o local onde está a ser erguida a centralidade, mostrou-se satisfeito com o andamento das obras.
O responsável salientou que nos próximos tempos são instalados os equipamentos para o abastecimento da água e energia eléctrica, bem como a melhoria das vias de acesso à centralidade. Serafim do Prado informou que o projecto de construção de 200 casas sociais nas municipalidades da província está num estado avançado de execução, principalmente no Seles, Conda e Mussende.

Tempo

Multimédia