Províncias

Casos de gravidez precoce estão a diminuir

Victor Pedro |Sumbe

A maternidade do Sumbe, no Kwanza-Sul, registou, durante o primeiro trimestre deste ano, um ligeiro decréscimo de casos de adolescentes com gravidez precoce. No referido período registaram-se 314 casos contra os 336 do mesmo período em 2010, revela um documento daquela instituição.

Mulheres grávidas têm sido aconselhadas a fazer consultas pré-natais
Fotografia: Dombele Bernardo

A maternidade do Sumbe, no Kwanza-Sul, registou, durante o primeiro trimestre deste ano, um ligeiro decréscimo de casos de adolescentes com gravidez precoce. No referido período registaram-se 314 casos contra os 336 do mesmo período em 2010, revela um documento daquela instituição.
A taxa de mortalidade conheceu, também, uma considerável diminuição, como resultado das consultas pré-natais, que as gestantes fazem com regularidade nas unidades sanitárias. 
Um total de 2.382 bebés nasceu no mesmo período na maternidade do Sumbe, o que representa um aumento de 89 partos em relação a 2010, ainda segundo o documento, que nota que 379 mulheres foram submetidas a cesariana.
No mesmo período, foram atendidos 3.222 casos na especialidade de obstetrícia, 565 de ginecologia e 438 de neonatologia. O estabelecimento hospitalar tem capacidade para internar 64 pacientes,  nas especialidades de neonatologia, ginecologia e obstetrícia.
 Funciona com dois médicos angolanos, nove estrangeiros, 74 enfermeiros, quatro técnicos médios e oito básicos, enquanto as áreas de apoio contam com quatro técnicos e 83 funcionários administrativos.

Tempo

Multimédia