Províncias

Casos de violência doméstica estão a diminuir na província

Casimiro José | Cassongue

Os casos de violência doméstica diminuíram consideravelmente entre Janeiro e Novembro deste ano, fruto das campanhas de sensibilização nas comunidades do Kwanza-Sul, anunciou a responsável municipal de Cassongue da secção da Promoção da Mulher.

Responsável da Promoção da Mulher
Fotografia: Casimiro José|

Ilda Graça Paulo disse ao Jornal de Angola que, em relação a igual período do ano passado, os casos de violência conheceram uma redução na ordem dos 23 casos durante o primeiro trimestre, 14 no segundo trimestre, oito no terceiro e, no quarto trimestre, foram registados apenas três casos, um facto que considerou satisfatório, em termos de tomada de consciência dos munícipes da região.
“Estamos satisfeitos porque os casos de violência estão a diminuir de forma drástica e nós vamos continuar com as sessões de esclarecimento nas comunidades sobre a necessidade da convivência harmoniosa nos lares”, frisou.
Ilda Graça Paulo acrescentou que as palestras sobre o Código de Família e outros instrumentos que regulam o sistema no seio das famílias estão a surtir os efeitos desejados, mas não deixou de manifestar preocupação sobre o fenómeno da poligamia, um dos factores que propicia os casos de fuga à paternidade e incumprimento da mesada.
“Nos últimos tempos, a grande preocupação é a poligamia que, em nosso entender, tem criado embaraço aos homens implicados, devido ao fraco poder financeiro, que os impossibilita de apoiar os filhos de outros relacionamentos”, disse Ilda Paulo.
Outra preocupação tem a ver com a situação habitacional dos homens que têm mais de uma relação conjugal, o que origina o desamparo de filhos extra-conjugais.

Tempo

Multimédia