Províncias

Centenas de fogos na região do Seles

Pelo menos 190 fogos habitacionais são construídos, a partir deste ano, na reserva fundiária do Seles, província do Kwanza-Sul, no quadro do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação. Numa primeira fase, são construídos quatro tipos de habitação, sendo 123 de renda baixa e 67 de renda média.  
 

Na reserva fundiária do Seles, província do Kwanza-Sul, são construídos, a partir deste ano, pelo menos 190 fogos habitacionais, no quadro do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação.
Esta informação foi prestada quarta-feira durante a apresentação pública do plano urbanístico da municipalidade, orientada pelo administrador municipal, Rui Feliciano, pelo responsável do Instituto de Ordenamento do Território, Leandro Sanito, e pelos arquitectos José Gonçalves e Joaquim Monteiro.
De acordo com Leandro Sanito, são construídos numa primeira fase quatro tipos de habitações, sendo 123 de baixa renda e 67 de média renda. A execução das infra-estruturas está a cargo da empresa de construção civil Minuila.
Na segunda fase do projecto são erguidos 73 fogos, 53 dos quais de alta renda e 20 de média renda.
O administrador municipal adiantou que vão ser também construídas escolas, igrejas, palácio judicial, mercados, hotéis, postos policiais, de bombeiros, parques de lazer, bancos comerciais e outros serviços indispensáveis à população, nos 40 hectares do local escolhido para a implementação do projecto.
Segundo o administrador municipal, na região estão a ser reabilitadas e construídas várias infra-estruturas de impacto social, no quadro do programa de melhoria e aumento da oferta de bens e serviços sociais básicos à população.
 Das obras em curso, destaque para a construção de hospitais e escolas,para melhorar a assistência à população e inserir mais crianças no ensino.

Tempo

Multimédia