Províncias

Centro materno-infantil é aberto no bairro Tango

Luísa Victorino| Malange

Um centro materno-infantil, com capacidade para 30 camas, foi inaugurado na localidade de Tango, nos arredores da sede do município de Porto Amboim, província do Kwanza-Sul.

População da região deixa de percorrer longas distâncias em busca de assistência
Fotografia: Eduardo Pedro

CASIMIRO JOSÉ| Porto Amboim

Um centro materno-infantil, com capacidade para 30 camas, foi inaugurado na localidade de Tango, nos arredores da sede do município de Porto Amboim, província do Kwanza-Sul.
A infra-estrutura, construída no âmbito do Programa de Investimentos Públicos, está orçada em cerca de 105 milhões de kwanzas. As obras do centro, que tem dois consultórios, três salas de internamento, salas para pré e pós-partos, berçário, laboratório de análises clínicas, uma farmácia e outras dependências, duraram oito meses.
O referido centro materno-infantil vai atender, além do bairro Tango, as comunidades do Quissengo, Denda e quilómetros 11, 28 e 35, descongestionando, assim, o hospital municipal de Porto Amboim, que necessita de ser reabilitado.
“Estou alegre e surpreendida pelo que estou a ver, pois o grande problema que afectava as mulheres está finalmente resolvido. Peço ao Executivo que prossiga com o seu trabalho para melhorar a assistência nas comunidades”, disse Angelina Caetano. “É um grande alívio” porque termina o sofrimento das mulheres que tinham de percorrer longas distâncias até ao hospital municipal, acrescentou.
Para Rosária Camati, “o centro materno-infantil é uma boa prenda de Natal para as mulheres”.
À cerimónia de inauguração assistiram membros do Governo, responsáveis da saúde, autoridades ttradicionais e população em geral.

Tempo

Multimédia