Províncias

Combate à malária

Mais de 420 mil mosquiteiros impregnados foram distribuídos às mulheres grávidas e crianças nas secções municipais de Saúde de Porto Amboim, Amboim, Quilenda, Quibala, Waku-Kungu e Libolo, durante 2014, disse, no Sumbe, o supervisor Provincial do Programa de Combate e Controlo da Malária.

Agostinho Madeira fazia o balanço das actividades realizadas no primeiro trimestre  de 2014, período em que foram diagnosticados 67.598 casos de malária, contra 57.125 em igual período do ano passado. A época chuvosa e a burocracia na formação dos activistas distribuidores de mosquiteiros impregnados são as causas principais do aumento dos casos.

Tempo

Multimédia