Províncias

Criada empresa de água e saneamento

A província do Kwanza-Sul vai contar, este ano, com uma Empresa Provincial de Água e Saneamento-EP que visa garantir a manutenção e expansão, bem como a sustentabilidade dos serviços, a longo prazo, no quadro de um novo modelo de relacionamento com os clientes. 

Empresa em criação vai cuidar da limpeza e saneamento das novas centralidades
Fotografia: Casimiro José|Sumbe

A informação está contida num memorando do governo da província que refere que a sustentabilidade do projecto se baseia nos grandes investimentos em infra-estruturas, e na aplicação dos recursos públicos na cobertura dos défices de exploração de serviços em benefício da utilidade pública.
A Empresa Provincial de Água e Saneamento-EP em fase de instalação, vai ser a gestora dos projectos, com vista a aumentar a quantidade e qualidade  de água captada fornecida à província do Kwanza-Sul.
O memorando indica que, para uma melhor gestão deste recurso vai ser investido no decurso do presente ano a quantia de mil milhões e 500 mil kwanzas na construção de uma nova central de captação de água.
O montante vai ser investido igualmente na ampliação da estação de tratamento, reservatório e estações de elevações, cujas obras vão estar a cargo da empresa espanhola Puentes y Calzadas infra-estruturas, SL.
O projecto, revela o documento do governo provincial, abrange a construção de condutas adutoras, redes de abastecimento, centros de de distribuição de água, fontanários e ramais de ligação, cujas obras devem durar 545 dias.
Quanto às zonas de distribuição, o memorando aponta os bairros periféricos da Praia, Bumba, Calundo, Kissala I e II, Assaca I e II, Américo Boavida, Pedra I e II, Alto Chingo, Salinas, E 15, Cidade e Pindo.
Na segunda fase, o projecto inclui a execução das redes de abastecimento, centros de distribuição de água, fontanários e ramais de ligação estando os trabalhos adjudicadas à empresa GHCB Angola pelo valor de 1,4 milhões de kwanzas.

Tempo

Multimédia