Províncias

Criadores de gado aderem à campanha

Casimiro José | Cassongue

O chefe de secção de veterinária do município de Cassongue, no Kwanza-Sul, disse no sábado que os criadores têm aderido satisfatoriamente às campanhas de vacinação, fazendo com que o número de animais saudáveis aumente.

Fotografia: JAIMAGEM

Abel Chivutukua mostrou-se satisfeito com a construção de cinco tanques banheiros e respectivas mangas de vacinação, na sede e nas comunas de Dumbi e Pambangala, que facilitam a imunização do gado contra vários doenças.
“Os criadores de gado bovino já entenderam os benefícios da vacinação do gado e fruto disso as manadas estão a aumentar todos os anos”, disse Abel Chivutukua, a­crescentando que em 2002 o município de Cassongue possuía 800 cabeças de gado bovino e actualmente conta com 40 mil, prevendo-se atingir, até em 2017, as 70 mil cabeças. O chefe de secção de veterinária referiu que os níveis alcançados aconselham os empresários nacionais e estrangeiros a instalarem um matadouro na região.
 “O gado está a aumentar e já é tempo de se instalar um matadouro para garantir o consumo seguro de carne”. Outra aposta apontada é a introdução, no município, de gado leiteiro, para  o surgimento de indústrias de lacticínios.

Tempo

Multimédia