Províncias

Cuanza Sul com mais técnicos de Saúde

Victor Pedro | Sumbe

Profissionais da Saúde da província do Cuanza Sul concluíram, na cidade do Sumbe, o curso médio na Escola de Formação de Enfermagem.

Novos profissionais da saúde prometeram cumprir as obrigações de prestarem assistência médica e medicamentosa aos doentes
Fotografia: Víctor Pedro

Durante dois anos, os finalistas foram submetidos a aulas práticas e teóricas. Matérias como anatomia, fisiologia, patologia, técnica de enfermagem, matemática e física, psicologia aplicada, noções de informática e formação de atitudes integradoras foram leccionadas na formação.  
Dos 459 auxiliares básicos inicialmente matriculados, apenas quatro não tiveram aproveitamento durante a formação..  Deste número, 76 são técnicos de enfermagem do curso regular, 54 de promoção em análises clínicas e 325 de enfermagem.
O director provincial da Saúde no Cuanza Sul, Abreu Undongo, considerou um momento ímpar o acto para a província em particular, que fica reforçada com mais técnicos que vão contribuir para a melhoria da assistência médica e medicamentosa aos pacientes.
“O país tem alcançado bons resultados no sector da Saúde, com a aplicação dos programas de municipalização dos serviços de Saúde e cuidados primários. O Executivo tudo está a fazer para melhorar as condições de vida das populações”, disse o responsável.

Novos cursos

O director da escola de formação media técnica de saúde do Cuanza Sul, Crisóstomo Firmino, anunciou o aumento de cadeiras no programa curricular, como o de  especialização pós-média, traumatologia, reanimação, cuidados intensivos, estatística médica, estomatologia e farmácia.
“Pretendemos apostar mais no perfil dos formandos, mas para isso devemos contar com bons professores que possam transmitir conhecimentos para que saiam daqui técnicos com qualidade”, sustentou.
Crisóstomo Firmino felicitou os finalistas por mais esta conquista alcançada nas suas carreiras profissionais, o que, referiu, vai permitir estimular a sua auto-estima e elevar os seus níveis de actuação nas unidades sanitárias da província.

Bênção do padre Simão

O padre Simão da Igreja Católica abençoou os finalistas antes do acto de juramento e disse que a tarefa que acabaram de assumir deve ser exercida com a maior eficácia, competência e oportunidade.
O prelado referiu que com este reforço, o sector da Saúde vai melhorar o atendimento médico a nível da província. “O importante é tornar a sua profissão como um guia e ver o paciente como um irmão em Cristo, segundo diz a sagrada escritura”, notou.
Os finalistas prometeram cumprir com rigor a causa nobre de cuidar dos pacientes e apelaram ao Governo Provincial no sentido de garantir emprego, após a formação em várias especialidades.
Para este ano lectivo, a escola técnica média de enfermagem do Sumbe, no Cuanza Sul, matriculou 1.684 alunos, sendo 316 na 10ª classe, 552 na 11ª, 485 na 12ª e 331 na 13ª classe. A instituição dispõe de 11 salas de aulas e dois laboratórios.

Tempo

Multimédia