Províncias

Definidas prioridades do município da Cela

Casimiro José | Wako-Kungo

O administrador da Cela apresentou à administração municipal e ao conselho de auscultação e concertação social (CACS) o plano de acção para este ano, aprovado pelo governo provincial, que dispõe de mais de 480 milhões de kwanzas.

Administrador local anuncia projectos
Fotografia: Casimiro José | Wako-kungo

O administrador da Cela apresentou à administração municipal e ao conselho de auscultação e concertação social (CACS) o plano de acção para este ano, aprovado pelo governo provincial, que dispõe de mais de 480 milhões de kwanzas.
O plano, que se enquadra nos programas de desenvolvimento rural e de combate à pobreza e dos cuidados primários, vai ser aplicado, essencialmente, no desenvolvimento sustentável de novos aldeamentos, na construção de sistemas de abastecimento de água potável, no fabrico de blocos melhorados e na aquisição de meios de transporte.
O plano também prevê a promoção do saneamento básico, especialmente a construção de cem latrinas individuais e dez comunitárias, manutenção dos jardins públicos e recolha de lixo na zona urbana.
O fortalecimento da segurança alimentar, também contemplado no plano, vai permitir criar duas unidades de piscicultura, desenvolver acções de educação nutricional nas comunidades e fornecer merendas nas escolas primárias 17 de Setembro, de Kissanga-Kungo, do aldeamento número nove e do bairro Valódia.
O administrador Isaías Luciano salientou que a agricultura e a pecuária familiares, a par de outros projectos, estão entre as prioridades para este ano por a maioria dos habitantes do município dependerem da agro-pecuária.
O plano contempla, igualmente,o desmatamento de 85 hectares e reabilitação do centro de desenvolvimento na comuna da Sanga e das estruturas afectas aos serviços de agricultura, na sede do município, a criação de 20 hortas em escolas e a construção de dois tanques banheiros, com manga de vacinação, nas localidades de Umbi e Xati.
Quanto a serviços públicos básicos e de acesso ao ensino, está prevista a construção e apetrechamento de uma escola primária, com seis salas, na localidade de Tengue, e aquisição e distribuição de 500 kits de alfabetização.

Tempo

Multimédia