Províncias

Delegação da Educação tem falta de professores

Edson Fontes| Kissama

 

A delegação municipal da Educação da Quissama necessita de 80 professores para diminuir o número de jovens que se encontram fora do sistema escolar, informou ontem o seu responsável, Joaquim António Américo, ao jornal de Angola. Só este ano lectivo, ficaram fora do sistema escolar 271 alunos por falta de professores.
O delegado municipal da Educação disse ainda que a falta de salas de aulas contribui também para o elevado número de jovens fora do sistema de ensino. Joaquim António Américo afirmou que este ano escolar, o número de estudantes matriculados aumentou de 5.121 alunos para 5.606.
 Actualmente, o município conta 216 professores, número que ainda está longe nas necessidades do município da Quissama.
Joaquim António Américo disse que as escolas do município se encontram em estado precário, sem carteiras, e a precisarem de obras para melhor acomodar os alunos.
Quanto ao material didáctico, Joaquim António disse que tem encontrado algumas dificuldades em receber o material porque chega muito tarde: “este ano ainda não chegou e estamos no segundo semestre”.
O município tem 26 escolas das quais 11 estão a funcionar em instalações definitivas, 13 estão em instalações provisórias e duas não têm instalações.

Tempo

Multimédia