Províncias

Docentes aperfeiçoam métodos de ensino

Carlos Bastos| Sumbe

Professores do ensino primário dos 12 municípios do Cuanza Sul estão, desde segunda-feira, na cidade do Sumbe, a participar num seminário de capacitação, no âmbito do programa de formação contínua dos quadros da Educação.

Professores do ensino primário da região vão ter menos dificuldades em ensinar disciplinas como a de Língua Portuguesa e Matemática
Fotografia: Edson Francisco

A formação sobre metodologias do ensino das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e expressões musicais, plástica e motora é orientada pelo núcleo provincial de formação contínua e à distância no Cuanza Sul.
Durante três semanas, os participantes vão abordar temas relacionados com metodologia do ensino da língua portuguesa no ensino primário, aprendizagem do português, didáctica da oralidade, didáctica da escrita, níveis psico-genéticos da leitura e da escrita, metodologia do ensino da matemática, meios de ensino estruturados e não estruturados.
Problemas específicos da Matemática no ensino primário, importância do estudo desta ciência, números naturais e como ensinar as quatro operações, além de conceitos fundamentais da música, objectivos, importância e características da música, propriedades do som, pauta ou pentagrama, entre outros, também constam entre os temas a abordar.
O chefe de departamento provincial da Educação, Ciência e Tecnologia no Cuanza Sul, Joaquim Moisés Jimbi, considerou que o seminário vai permitir maior protagonismo de acção interactiva com outros professores, que ­trabalham directamente com os alunos.O seminário visa melhorar o trabalho do professor na sala de aulas, salientando que a presença de formadores municipais vai permitir, nas zonas de influência pedagógica, a realização de trabalhos de formação a nível de todos os municípios. “Hoje, a ciência evoluiu com a era do conhecimento e da comunicação e daí a necessidade da partilha de conhecimentos, para que o trabalho na sala de aulas decorra da melhor forma", defende o responsável.
Joaquim Moisés Jimbi sublinhou que uma das grandes metas das acções formativas programadas é melhorar o acesso e a igualdade de género no ensino primário, através da formação dos recursos humanos e do aumento da capacidade das instituições de ensino nos domínios de liderança, organização e administração escolar.“Temos a responsabilidade de estimular sempre a organização dos professores, para que tenhamos no futuro bons quadros, capazes de assegurar o desenvolvimento do país, que passa exactamente pela formação de base, isto é, a partir do ensino primário”, disse Joaquim Moisés Jimbi.

Tempo

Multimédia