Províncias

Educação aposta em ensino de qualidade

Carlos Bastos | Sumbe

O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia na província do Cuanza Sul admitiu na localidade do Hengo, cerca de 13 quilómetros  da vila do Ébo, que a qualidade do ensino depende em grande medida do empenho dos professores no processo educativo e na eficácia do exercício da docência.

Qualidade de ensino depende em grande medida do empenho dos professores
Fotografia: João Gomes

Francisco Figueiredo Júnior, que salientou a importância do papel do professor, disse que a tarefa de ensinar dever ser vista como um exemplo na escola e na comunidade. O professor, disse, deve demonstrar empenho, capacidade, dedicação e honestidade no trabalho diário. Além de transmissor do conhecimento, referiu, ao professor e alfabetizador reserva-se igualmente a missão de preparar, mobilizar e incentivar os alunos e alfabetizandos para os desafios da vida prática e quotidiana,
 O trabalho dos professores, alertou o responsável, tem de basear-se na qualificação profissional, que lhe permite desempenhar bem a actividade.
O Ministério da Educação continua a desenvolver esforços nos vários domínios de formação para os professores com o intuito de elevar a qualidade do ensino em todo o país. O director da Educação, Ciência e Tecnologia no Cuanza Sul lembrou que em 2004 se iniciou em todo o país da reforma educativa que, apesar das dificuldades surgidas, constitui um grande desafio para o sector por se destinar a melhorar a qualidade de ensino e que os resultados divulgados recentemente são animadores.
Francisco de Figueiredo Júnior disse que o Governo Provincial está empenhado na escolarização das crianças, pelo que atribui grande importância à educação e desenvolve acções que permitem mantê-los na escola.
 Os trabalhos em curso no sector da Educação, declarou, satisfazem as expectativas devido à aplicação do plano estratégico de revitalização da alfabetização para o quinquénio 2000-2017, aprovado pelo decreto presidencial de 16 de Maio
O cumprimento do plano, insistiu,  permite o registo de avanços significativos nos domínios da programação, coordenação e execução de tarefas inerentes a esta responsabilidade.
O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia na província no Cuanza Sul, Francisco de Figueiredo Júnior disse que na dinâmica do processo de ensino e aprendizagem, o professor e o alfabetizador têm outro papel decisivo, o da transformação de mentalidades.
 A província do Cuanza Sul tem este ano lectivo 9.152 professores distribuídos por 525 escolas do ensino primário, do I e II ciclos do secundário geral, normal e técnico-profissional.

Tempo

Multimédia