Províncias

Estado degradado da estrada prejudica os automobilistas

Os automobilistas que circulam no troço rodoviário que liga a vila da Quilenda à cidade da Gabela, província do Cuanza Sul, apelam às autoridades locais no sentido de reabilitarem a estrada, devido à sua degradação.

População apela à melhoria da estrada
Fotografia: Nilo Mateus | Ndalatando

Em entrevista à Angop, os automobilistas apontaram a necessidade de uma rápida intervenção no troço de 30 quilómetros da estrada terraplanada, cuja degradação compromete o desenvolvimento do município do Amboim.
O taxista Júlio Manuel adiantou que o mau estado da estrada tem dificultado a circulação das viaturas e provocado danos nos veículos.
Segundo o taxista, é imperioso que as autoridades da província se empenhem na melhoria da via, principalmente nesta estação seca.
Para o empresário António Rebelo, a situação da estrada é crítica, visto que o mau estado tem dificultado a circulação de pessoas e mercadorias na região.
“Os buracos que surgem na estrada estão a aumentar diariamente, sem nenhuma intervenção de quem de direito”, sublinhou.
António Rebelo apelou ao Governo da Província do Cuanza Sul para dotar as administrações municipais com equipamentos de reparação de estradas. A empresária Maria Antónia disse, por sua vez, estar agastada com a situação, por provocar lentidão e desconforto nas viagens da Quilenda à Gabela.“Antes, demorávamos 45 minutos para chegar à cidade da Gabela, mas agora fazemos mais de duas horas”, frisou.
A Angop apurou de uma fonte da administração local que está em curso um trabalho de levantamento de dados para a reabilitação da referida via. O município do Amboim tem uma extensão de 2.439 quilómetros quadrados e conta com uma população estimada em  99.200 habitantes, distribuídos em dois sectores administrativos, 10 regedorias e 147 aldeias.

Tempo

Multimédia