Províncias

Exigida mais celeridade na instalação de equipamentos

João Salvo | Saurimo

O governador provincial da Lunda-Sul pediu celeridade aos gestores na instalação de equipamentos adquiridos para apetrechar os pavilhões de artes e ofícios públicos, erguidos na perspectiva de fomentar o auto-emprego no seio dos jovens.

Fotografia: DR

Na sequência de uma visita a três pavilhões de artes e ofícios, o governante apurou que dois estão paralisados desde a sua construção, há mais de dois anos, por falta de meios técnicos necessários para cumprirem com o seu objecto social.
Entre as decisões tomadas, desponta a concessão de uma moratória de 30 dias, para os empresários, em posse dos centros de formação, concluírem o processo a fim de se rentabilizar os investimentos feitos pelo Governo.
Daniel Neto constatou que os equipamentos adquiridos para o Curso de Energia Renovável carecem de instalação por falta de especialistas. Assumiu o compromisso de accionar os mecanismos ao seu dispor para garantir a energia eléctrica e água das redes públicas aos centros visitados. Acolheu com satisfação o dado referente ao aumento anual de técnicos formados, facto que contrasta com a oferta de emprego no mercado local. Aconselhou os gestores a fim de subscreverem acordos com as empresas, para o recrutamento de técnicos formados.

Tempo

Multimédia