Províncias

Falta de consultas por parte das mães dá origem a óbitos

Kamuanga Júlia/Saurimo

Pelo menos 19 bebés morreram, na maternidade de Saurimo, na Lunda-Sul, durante o mês de Janeiro, por falta de consultas pré-natais e chegada tardia das parturientes à referida unidade clínica.

Pelo menos 19 bebés morreram, na maternidade de Saurimo, na Lunda-Sul, durante o mês de Janeiro, por falta de consultas pré-natais e chegada tardia das parturientes à referida unidade clínica. A responsável da área de serviço da maternidade de Saurimo, Maria do Céu, disse que a maioria dos óbitos ocorreu devido a hemorragias e malária nas parturientes.
A acção das parteiras ajudou a salvar a vida de 460 bebés, sendo que 32 nascimentos foram conseguidos por intervenção cirúrgica às mães.
Maria do Céu lamentou a postura negligenciável de algumas mães que, em pleno século XXI, evitam as consultas pré-natais por questões tradicionais.
 Para alterar esta situação, as autoridades vão reforçar as campanhas de educação, para que as comunidades acatem os conselhos no domínio preventivo. O conjunto de estratégias proposto pela técnica tem a ver com a criação de condições para a construção de um bloco operatório independente do aumento do número de salas de internamentos por especialidades,

Tempo

Multimédia