Províncias

Governador lança centro de saúde na Conda

Manuel Tomás |Sumbe

O sector de saúde da vila da Conda está a ser reforçado com a construção de raiz de um novo posto de saúde. O lançamento da primeira pedra foi testemunhado pelo governador Serafim do Prado, por ocasião das comemorações do Dia de África.

O sector de saúde da vila da Conda está a ser reforçado com a construção de raiz de um novo posto de saúde. O lançamento da primeira pedra foi testemunhado pelo governador Serafim do Prado, por ocasião das comemorações do Dia de África.
Com capacidade para 30 camas, o centro de saúde vai contribuir para prestar uma melhor assistência médico-medicamentosa à população e permitir diminuir a afluência de doentes ao hospital local.
O Governo Provincial do Kwanza-Sul, em parceria com o Fundo de apoio Social (FAS), promete também lançar brevemente outras unidades sanitárias de menor dimensão em outras localidades.
Serafim do Prado aproveitou a presença na Conda e verificou o andamento de outras obras, apoiadas pelo Programa de Investimentos Públicos (PIP) e o Fundo de Gestão Municipal (FUGEM), nomeadamente as 10 residências sociais para técnicos de diversas áreas, que foram transferidos para aquela região.
O governador observou também as obras de reabilitação do palácio municipal, avaliadas em 5,4 milhões de kwanzas, do parque infantil, avaliado em sete milhões de kwanzas, da escola do segundo ciclo e os trabalhos de restauro da administração do município, estimados em 31 milhões de kwanzas.
As obras são executadas por construtoras angolanas e devem ser inauguradas em Agosto. O cemitério municipal está também a sofrer obras de restauro. 
As obras incluem ainda a construção de um combinado lavandaria/chafariz, melhoria dos passeios e lancis e avanço nas infra-estruturas de impacto social.
O Hospital Municipal da Conda conta apenas com uma médica estrangeira, mas precisa de um médico para se ocupar da medicina interna, técnicos de ginecologia, obstetrícia, 12 técnicos de enfermagem e 13 para as unidades sanitárias existentes na região.
De acordo com o chefe de secção municipal da saúde, Miquinho Numboca, a unidade hospitalar tem capacidade para 42 camas, mas tem falta de técnicos para assegurar um funcionamento eficaz.
Ao hospital afluem doentes que apresentam as doenças mais frequentes na região, malária, doenças diarreicas agudas, respiratórias agudas e anemias.
O responsável da saúde disse que a nova unidade hospitalar vai prestar serviços de pediatria, medicina, ginecologia, clínica geral e obstetrícia, no âmbito do programa de alargamento da rede sanitária da província do Kwanza-Sul.
O município da Conda conta com um hospital e 19 postos de saúde, onde laboram 24 técnicos de enfermagem, dois técnicos de laboratório e um médico.
A população da Conda é de cerca de 76 mil habitantes.

Tempo

Multimédia