Províncias

Governador pede rigor na fiscalização de obras

Casimiro José |Uku-Seles

O governador provincial do Kwanza-Sul, Serafim Maria do Prado, advertiu ontem as empresas fiscalizadoras sobre o desempenho responsável e isento que devem ter no acompanhamento aos empreiteiros que executam obras de investimento público.

O governador provincial do Kwanza-Sul, Serafim Maria do Prado, advertiu ontem as empresas fiscalizadoras sobre o desempenho responsável e isento que devem ter no acompanhamento aos empreiteiros que executam obras de investimento público.
A advertência foi feita na vila do Uku-Seles, no final de uma visita aos empreendimentos que estão a ser erguidos no município do Seles, no quadro do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza e dos cuidados primários de saúde.
Serafim do Prado disse que os prazos contratuais das obras registam atrasos e pediu às empresas encarregadas da construção a conclusão rápida do que foi acordado.
A construção de obras sociais, referiu, envolve enormes recursos financeiros e constitui um esforço maior por parte do governo, pelo que o resultado deve justificar os objectivos pelos quais foram concebidas. O curso das obras e os respectivos acabamentos devem, sublinhou o governador, passar por uma fiscalização competente para que, no final, as infra-estruturas não apresentem fissuras em pouco tempo. Sem citar nomes, Serafim do Prado referiu estarem já identificadas algumas empresas de fiscalização cuja actuação concorre para a má qualidade das obras, advertindo que os infractores vão ser chamadas para reverem os seus métodos de actuação. 
“Por diversas vezes, chamámos à atenção das empresas fiscalizadoras que operam na nossa província a respeito das falhas detectadas. Vamos continuar a dialogar para evitarmos que continuemos a assistir às falhas nas obras que custaram dinheiro e que deviam orgulhar o nosso povo”, disse.
Sobre a distribuição de parcelas das reservas fundiárias, o governador salientou que o processo aguarda pela instalação das redes técnicas que vão permitir a construção de moradias.
Serafim do Prado, acompanhado por membros do seu gabinete e responsáveis sectoriais do município do Seles, deixou recomendações.

Tempo

Multimédia