Províncias

Governo investe no comércio rural

Manuel Tomás | Sumbe

O Governo Provincial do Kwanza-Sul vai conceder financiamentos a agentes logísticos para a criação de centros de comércio rural nos municípios do Ebo, Libolo, Cela e Seles, anunciou o assessor do vice-governador para área técnica e infra-estruturas, Olívio Fernando.

Autoridades da província estiveram reunidas com responsáveis das associações e cooperativas agrícolas para tratar de assuntos relacionados com a estratégia nacional do comércio rural
Fotografia: Carlos Paulino

Cada agente seleccionado vai receber do Governo Provincial 600 mil dólares (60 milhões de kwanzas) para a edificação ou reparação de infra-estruturas e a aquisição de bens agrícolas. O reembolso destes valores vai ser efectuado em cinco anos com dois de carência.
Os centros logísticos vão estar localizados nas comunas do Condé (Ebo), Munenga (Libolo) e sedes municipais da Cela e Seles.
Olívio Fernando disse que, neta fase experimental, a escolha destes municípios se deveu ao seu potencial agro-pecuário. Os centros logísticos de comércio rural são servir para o armazenamento de produtos agrícolas, a serem encaminhados para os principais mercados do país.
O administrador do Ebo, Rui Feliciano Miguel valorizou a criação dos centros logísticos. “Essas estruturas vão permitir o escoamento e comercialização dos produtos agrícolas, evitar a sua deterioração, assim como rentabilizar o sector camponês”, sublinhou. O Governo Provincial do Kwanza-Sul realizou há dias um seminário com a participação dos administradores municipais, responsáveis de cooperativas e outras associações agrícolas enquadradas na União Nacional dos Camponeses Angolanos para tratar de assuntos relacionados com a estratégia nacional do comércio rural, que pretende a redução da importação de bens que podem ser produzidos no país.

Tempo

Multimédia