Províncias

Instituto de Formação de Quadros traça novas estratégias de actuação

Carlos Bastos | Sumbe

O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Kwanza-Sul, Pedro Sabino Veríssimo, disse na cidade do Sumbe que a sociedade angolana está atenta às mudanças que se verificam no sector da Educação e espera uma melhor qualidade de ensino, no âmbito da reforma educativa.

O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Kwanza-Sul, Pedro Sabino Veríssimo, disse na cidade do Sumbe que a sociedade angolana está atenta às mudanças que se verificam no sector da Educação e espera uma melhor qualidade de ensino, no âmbito da reforma educativa.
 Pedro Sabino Veríssimo fez esta afirmação no encerramento da reunião técnica do Instituto Nacional de Formação de Quadros e disse que o encontro se revestiu de capital importância, porque foram analisados e discutidos temas relevantes para o melhor funcionamento do sector.
 Pedro Sabino Veríssimo afirmou que a troca de experiências entre instituições de formação de professores assegura a aplicabilidade das orientações do Ministério da Educação, com vista ao alcance de melhor qualidade no ensino.   “Julgamos que é necessário dinamizar as medidas já existentes, para fortalecer e favorecer o domínio de competências específicas e um desempenho mais eficaz da função docente”, disse o responsável da Educação do Kwanza-Sul.
 Pedro Sabino Veríssimo acrescentou que as experiências acumuladas ao longo dos anos devem ser aproveitadas para dar um impulso ao desenvolvimento do sistema educativo, nesta fase de execução da reforma educativa, tendo em conta o encadeamento de acções contempladas no plano mestre de formação de professores.
 A realidade actual, em termos de formação de professores, de acordo com os objectivos definidos na lei de bases, “exige maior envolvimento das instituições de formação”, disse Pedro Sabino Veríssimo.
Durante três dias, os participantes abordaram temas como propostas do estatuto orgânico do Instituto Nacional de Formação de Quadros do Ministério da Educação, projecto de estatuto do sub sistema de formação de professores, apresentação do relatório sobre a avaliação da formação inicial de professores primários em Angola e avaliação da qualidade do ensino primário.
A gestão do desenvolvimento da formação inicial e contínua de professores, no âmbito da reforma educativa, a execução do plano mestre de professores, o quadro nacional de qualificação para professores, gestão do currículo de formação de professores do ensino primário e 2º ciclo do ensino secundário e inovações e constrangimentos constaram também dos temas analisados.
Participaram no encontro directores e subdirectores pedagógicos de instituições de formação de professores para o ensino primário e primeiro ciclo do ensino secundário e chefes das repartições municipais das províncias do Kwanza-Sul, Benguela, Huíla, Luanda e Cabinda.

Tempo

Multimédia