Províncias

Jovens formados em empreendedorismo

Carlos Bastos | Sumbe

Um grupo de 85 jovens concluiu, na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, formação em iniciação de negócio, uma iniciativa do Centro Local de Empreendedorismo e Serviços Locais de Emprego-CLESE.

O curso, iniciado em Novembro de 2012, foi dividido em seis módulos, com matérias que abordaram o empreendedorismo, criação do pequeno negócio e sua gestão financeira, Excel e Marketing e o plano de elaboração do negócio.
O vice-governador provincial do Cuanza Sul, António Gama, disse que os CLESE têm uma grande importância para as comunidades, por serem instituições que promovem o emprego e as normas para uma administração sustentável e rentável de negócios para os jovens.
António Gama, que procedeu ao encerramento dos três ciclos de formação dos cursos de empreendedorismo, com parceria do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), disse que o CLESE vai suprir as insuficiências que os empreendedores apresentavam na gestão dos seus pequenos negócios.
O vice-governador afirmou que o CLESE foi criado para garantir a   aprendizagem de como criar um pequeno negócio e a sua gestão de forma sustentável e rentável, e para prestar apoio aos cidadãos na superação dos múltiplos desafios, com vista à obtenção de um emprego próprio. António Gama disse que a solução para a falta de emprego e do combate à pobreza no seio dos jovens passa pela intervenção directa do Estado, com a criação de postos de trabalho, e pela promoção do espírito empreendedor para que a juventude possa ter o seu próprio negócio e garantir mais empregos directos e indirectos.
O vice-governador do Cuanza Sul concluiu que faz parte das actividades do CLESE prestar consultoria empresarial, apoiar futuros proprietários de pequenos, médios e grandes negócios, fortalecendo as comunidades com conhecimentos empresariais, estimulando, desta forma, o crescimento económico do país.

Tempo

Multimédia