Províncias

Kwanza-Sul reforça combate à malária com pulverização dos insectos vectores

Victor Pedro | Sumbe

A direcção provincial da Saúde do Kwanza-Sul recebeu ontem, na cidade do Sumbe, do Governo local dez kits de pulverização para melhorar o combate aos insectos, vectores de propagação do paludismo.

O processo de combate antilarval e do paludismo é extensivo simultaneamente às comunas vilas e aldeias da província do Kwanza-Sul
Fotografia: Carlos Paulino

A direcção provincial da Saúde do Kwanza-Sul recebeu ontem, na cidade do Sumbe, do Governo local dez kits de pulverização para melhorar o combate aos insectos, vectores de propagação do paludismo.
A entrega dos kits, importados do Brasil, visa reforçar a capacidade da direcção provincial da Saúde em dar respostas eficazes na luta contra a malária, uma das principais causas de morte no país.
Os kits funcionam com um sistema acoplado nas motos, que funcionam expulsando fumo, resultante dos produtos do combate aos insectos, podendo atingir localidades de difícil acesso, sobretudo nas zonas peri-urbanas e rurais.
O fornecedor e engenheiro do projecto, Rafael Dantas, disse que o novo sistema de pulverização é capaz de alcançar até 50 hectares por queima, numa velocidade de 15 quilómetros por hora.
Rafael Dantas referiu que este projecto surge num momento em que as autoridades estão a dinamizar o processo de combate antilarval e do paludismo a nível da província.
O sistema tem inúmeras vantagens, entre quais se destaca a questão de garantir menos custo humano e técnico, facilidade de manuseamento na altura da pulverização e maior abrangência das viaturas em pontos difíceis. O director provincial da Saúde, Abreu Undongo, disse que o projecto é o cumprimento de uma das etapas constantes do Programa Nacional dos Cuidados Primários de Saúde, criado pelo Executivo.
Abreu Undongo afirmou que a entrega de bens se reveste de extrema importância na redução da taxa de mortalidade por malária, uma das prioridades do sector. É um projecto eficaz, que permite atacar e acautelar as duas etapas as duas etapas de desenvolvimento do causador da epidemia, a fase larval e a fase adulta, quando o insecto começa a picar.
Diferente do antigo processo, as técnicas do actual sistema de motociclo é capaz de pulverizar simultaneamente as comunas, vilas, aldeias e bairros num curto intervalo de tempo.
O director provincial revelou que a primeira aquisição dos kits beneficia os municípios do Sumbe, Cassongue, Ebo, Amboim e Porto Amboim. O responsável da Saúde disse que 20 por cento é a cifra que a província conseguiu reduzir no capítulo da taxa de mortalidade por malária e sublinhou que o grupo alvo sujeito a ser infectado pela doença tinha atingido uma cifra de 35 pessoas por cada 100.
Apesar de não serem ainda os números esperados, o responsável disse que os actuais resultados são animadores e representam os frutos das acções conjuntas realizadas em toda a extensão da província.

Tempo

Multimédia