Províncias

Maioria de internamentos são de vítimas de malária

Victor Pedro | Sumbe

O Hospital 17 de Setembro do Sumbe, na província do Cuanza Sul, registou no ano passado 8.712 internamentos 3.230 dos quais devido à malária, disse ao Jornal de Angola o seu director-geral.

Especialistas da saúde na província estão empenhados no combate às grandes endemias
Fotografia: Eduardo Pedro

Felizardo Manuel afirmou que no mesmo período foram atendidas 82 mil pessoas, 46 mil delas em consultas externas e as restantes no banco de urgência.
Também foram realizadas 765 intervenções cirúrgicas e realizadas 218.784 análises.
O hospital, com capacidade para internar 161 doentes, tem serviços de banco de urgência, consultas externas, pediatria, farmácia, raio X, cuidados intensivos, medicina, cirurgia, laboratório de análises, urologia, cardiologia, estomatologia, hemoterapia e bloco operatório. Felizardo Manuel referiu que o hospital tem falta de médicos e enfermeiros de especialidade, pois 80 por cento dos quadros são estrangeiros, e de ambulâncias e lamentou “o estado avançado de degradação” das instalações.
O director-geral realçou o apoio do Executivo ao sector da Saúde da província, com o aumento de número de unidades sanitárias, que permitiu o descongestionamento do hospital 17 de Setembro. A direcção do hospital tem um programa interno de acções de formação contínua dos seus quadros. Os serviços de estomatologia do hospital estão a ser requalificados e também vai ser melhorada a área destinadas aos familiares dos pacientes.

Tempo

Multimédia