Províncias

Mais uma rede hospitalar é erguida no Kwanza-Sul

Manuel Tomás | Sumbe

Um hospital com 250 camas vai ser construído, em breve, na nova centralidade da reserva fundiária dos Carvalhos, na cidade do Sumbe, anunciou o director provincial da Saúde do Kwanza-Sul.

Nova centralidade da cidade do Sumbe vai contar com vários serviços sociais básicos
Fotografia: Jornal de Angola

Um hospital com 250 camas vai ser construído, em breve, na nova centralidade da reserva fundiária dos Carvalhos, na cidade do Sumbe, anunciou o director provincial da Saúde do Kwanza-Sul.
Abreu Undongo disse que a entrada em funcionamento da unidade de saúde vai fazer com que os moradores deixem de percorrer 15 quilómetros em busca de assistência médica.
A unidade hospitalar vai ser apetrechada com equipamentos de última geração, além de contar com uma equipa médica de qualidade. Abreu Undongo referiu que a província do Kwanza-Sul tem 240 unidades, entre hospitais, centros e postos de saúde, perfazendo um total de 1.036 camas. Para assegurar o atendimento, a província tem 124 médicos. Na nova centralidade do Sumbe, onde fica o hospital, estão em construção 2.000 casas das quais 500 vão ser entregues no final deste ano. Pedro Borges, vice-director da Kora, empresa encarregada pelas obras, informou que estão em curso trabalhos de acabamentos de 500 habitações, que podem ser entregues até Dezembro próximo.
Em termos de acabamentos, estão a ser efectuados trabalhos para o abastecimento de água potável, energia eléctrica, rede de esgotos, valas de drenagem, espaços verdes e de lazer, escolas, centros de saúde, instalações comerciais e outros serviços.
Pedro Borges sublinhou que a centralidade do Sumbe tem casas, que vão de um piso até quatro pisos. O rés-do-chão tem uma área comercial. O director explicou que o material usado é o gesso, por ser aquele que garante uma boa durabilidade e conforto às casas.

Tempo

Multimédia