Províncias

Merenda escolar chega a milhares

Manuel Tomás| Sumbe

Mais de 7.300 crianças de 23 escolas do ensino primário no município do Sumbe beneficiaram, no ano escolar passado, de merenda escolar, o que permitiu melhorar a assiduidade e pontualidade.

Fotografia: Jornal de Angola

O chefe de repartição municipal do Sumbe da Educação, Fonseca Rafael António, disse que a intenção era abranger  um maior número de alunos do ensino primário com a merenda escolar, mas tal “não foi possível”, devido ao exíguo valor destinado ao município que cifrou em 53 milhões de kwanzas.“ Se tivéssemos que servir todas as crianças do ensino primário tínhamos que ser contemplados com uma dotação orçamental de 750 milhões de kwanzas”, explicou o chefe de repartição municipal da Educação. No ano lectivo findo foram matriculados 69 mil alunos no ensino primário, primeiro e segundo ciclos e nas escolas técnicas. As aulas foram ministradas por dois mil professores em 69 escolas.
Fonseca Rafael António considerou insuficiente o número de escolas: “Há crianças, adolescentes e jovens em idade escolar que não frequentam as aulas, por insuficiência de salas”.O chefe de repartição municipal da Educação considerou positivo o aproveitamento
escolar alcançado no ano lectivo passado, devido ao esforço dos professores no processo educativo, o acompanhamento dos pais e encarregados de educação, assimilação e participação dos alunos nas aulas, facto que facilitou o trabalho dos responsáveis do sector.
O processo de alfabetização decorre sem sobressaltos, através do projecto “ Sim, Eu Posso”. Fonseca Rafael António revelou que estão inseridas em salas de alfabetização duas mil pessoas, que estudam nas aldeias, bairros das comunas do Quicombo, Ngangula e Gungo.

Tempo

Multimédia