Províncias

Milhares de explosivos destruídos no Sumbe

Victor Pedro | Sumbe

Pelo menos, 24 mil engenhos explosivos de diversos calibres foram destruídos, na quarta-feira, na localidade de Cangongolo, a 17 quilómetros do Sumbe, pela Ajuda Popular da Noruega de Desminagem (APN).

Pelo menos, 24 mil engenhos explosivos de diversos calibres foram destruídos, na quarta-feira, na localidade de Cangongolo, a 17 quilómetros do Sumbe, pela Ajuda Popular da Noruega de Desminagem (APN).
O coordenador das equipas combinadas da APN disse que entre os engenhos detonados há minas anti pessoal, mísseis anti tanque, morteiros e granadas de diversos calibres.
António das Neves afirmou que a APN, sedeada na província de Malange, cumpre algumas missões no Kwanza-Sul, “sendo a remoção e destruição dos engenhos explosivos uma das amostras do trabalho efectuado”. Os meios bélicos, acrescentou, foram recolhidos na comuna do Gungo e no município do Sumbe pela APN e pela Polícia Nacional.
O trabalho da APN, em colaboração com outros organismos, referiu, tem o objectivo de facilitar o trabalho de localização e remoção de minas e de outros engenhos não detonados e de recolha do armamento em posse da população.
A Ajuda Popular da Noruega vai, nos próximos tempos, remover e destruir minas em áreas consideradas de risco no município do Ebo, disse António Carlos, acrescentando que a equipa trabalha na localidade do rio Longa e em algumas áreas entre a Kibala e o Libolo.

Tempo

Multimédia