Províncias

Milhares de pessoas tratam de documentos

Víctor Pedro | Sumbe

O Departamento Provincial de Identificação do Cuanza Sul emitiu, de Janeiro a Outubro, 27.000 Bilhetes de Identidade, 46.996 certidões de nascimento e 11.775 boletins de registo criminal, revelou ontem, ao Jornal de Angola, o delegado em exercício da Justiça e dos Direitos humanos.

Nelson Custódio Valentim falava sobre a expansão dos serviços de Justiça no Cuanza Sul e sublinhou que um dos grandes benefícios que o sector registou nos últimos três anos foi o surgimento de novas infra-estruturas, áreas técnicas e aposta na formação de recursos humanos. “Melhoramos significativamente as condições de trabalho e expandimos os serviços de Justiça e Direitos Humanos para os pontos mais recônditos da província”.
A criação de novas lojas de registo nos municípios do Sumbe, Seles e Cela, que aguardam pela sua inauguração, bem como a reabilitação e apetrechamento de  outras no Amboim, Libolo, Porto-Amboim e Mussende, que já emitem Bilhetes de Identidade, foi destacada por Nelson Custódio Valentim, que explicou  que já foi concluído o mapeamento das áreas onde os técnicos vão fazer o registo gratuito de cidadãos ainda sem registo de nascimento, tendo sido identificadas 36 comunas e outros 188 locais.
“No próximo ano mais duas lojas de registo no Sumbe e  Cassongue vão ser construídas”, frisou Nelson Custódio Valentim, que informou que o sector da Justiça vai implementar o projecto “Nascer com registo”.

Tempo

Multimédia