Províncias

Ministério da Assistência apoia milhares de idosos

Manuel Tomás | Sumbe

O director provincial da Assistência e Reinserção Social do Kwanza-Sul afirmou, na terça-feira, que a instituição apoia 28 mil pessoas de lares da terceira idade do Sumbe, Gabela e Porto Amboim, com bens alimentares e assistência médico e medicamentosa.

O Lar Chingo alberga vários idosos abandonados pelos familiares
Fotografia: Casimiro José

O director provincial da Assistência e Reinserção Social do Kwanza-Sul afirmou, na terça-feira, que a instituição apoia 28 mil pessoas de lares da terceira idade do Sumbe, Gabela e Porto Amboim, com bens alimentares e assistência médico e medicamentosa.
Alfredo Muhongo disse que a instituição, de 2008 até final do primeiro semestre deste ano, assistiu 1.134 portadores de deficiências, nas diferentes comunidades da província, com bens fornecidos pelo Ministério da tutela e pela cooperação técnica do Governo alemão (GTZ), através do centro de referência e de reabilitação física da Gabela.  O também chefe de departamento de infância referiu que no primeiro semestre deste ano foram assistidas 16.742 famílias, num total de 50224 pessoas.
As pessoas assistidas receberam bens de primeira necessidade, como cobertores, chapas de zinco e kits para o desenvolvimento da agricultura.
Além disso, 106 portadores de deficiência foram integrados em oficinas equipadas com kits profissionais. De acordo com o Alfredo Muhongo, de 2008 a Setembro deste ano, o Minars provincial recebeu, no quadro da inserção dos grupos mais vulneráveis em actividades geradoras de rendimento para o combate à fome e à pobreza, mais de 962 kits profissionais diversos.
Ele sublinhou que o lote recebido incluiu 12 betoneiras e quatro geradores para oficinas integradas e o material abrangeu 1579 beneficiários directos e outros 6318 indirectos. Para o suporte das despesas com matéria-prima, a estrutura central adjudicou mais 1 milhão 700 mil kwanzas.
Alfredo Muhongo realçou que, dos cinco centros infantis urbanos que o sector controla na província, funcionam quatro, devido às obras de reabilitação do centro infantil da Gabela e os centros de educação comunitária, cuja capacidade instalada é de1565 crianças.
O responsável frisou que, nos próximos dias, vai entrar em funcionamento novas infra-estruturas de apoio à infância na localidade da Pomba Nova (Sumbe), no bairro Valódia, no Waku-kungo, na localidade do Cawembe e outra no município do Seles, às quais  no total vão albergar mais de 380 crianças.
Lamentou o abandono de idosos por parte de alguns familiares, mas, segundo o responsável, dentro das dotações que o sector receber, vai alargar o apoio a todos os idosos.

Tempo

Multimédia