Províncias

Nova direcção vai incrementar acções de formação para o sector

A 5ª Assembleia Provincial Ordinária de Balanço e Renovação de Mandatos do Sindicato dos Professores no Kuanza-Sul reconduziu, na sexta-feira, o docente Celestino Lutukuta no cargo de secretário provincial do órgão para o mandato de 2011/2015.

Assembleia discutiu e aprovou o relatório de balanço e contas dos mandatos anteriores
Fotografia: Jornal de Angola

A 5ª Assembleia Provincial Ordinária de Balanço e Renovação de Mandatos do Sindicato dos Professores no Kuanza-Sul reconduziu, na sexta-feira, o docente Celestino Lutukuta no cargo de secretário provincial do órgão para o mandato de 2011/2015.
 Segundo a acta eleitoral, dos 57 votos válidos para o escrutínio, a lista de candidatura única recebeu 55 votos a favor e dois contra.
Nesta conformidade, integram os membros do secretariado provincial, encabeçado por Celestino Lutukuta, José de Oliveira Viegas (administração), Manuel Joaquim Calumbo (finanças), Cláudia Margarida (promoção e assuntos da mulher) e Marta da Conceição (educação e formação).
 O Conselho Fiscal e Disciplina é coordenado por Fátima Pereira, tendo como secretário Eugénio Hugo Pimentel e como vogal António Joaquim Benjamim.
 O elenco directivo tomou posse na presença do presidente do Sindicato Nacional de Professores, Guilherme Silva.
 Em declarações à imprensa, Celestino Lutukuta congratulou-se com a reeleição, que lhe permite continuar a defender os interesses dos filiados. Celestino Lutukuta realçou a necessidade dos filiados conhecerem os seus direitos e deveres laborais plasmados na Constituição da República, nas Convenções da Organização Internacional do Trabalho e nos diplomas legais vigentes no país, como um dos objectivos da direcção do sindicato.
 O responsável frisou igualmente a necessidade da formação contínua dos docentes e das oportunidades de acesso às Escolas de Formação de Professores, Magistérios Primários e ao Instituto Superior de Ciências de Educação, com vista à qualificação académica e pedagógica, para corresponderem às exigências do novo estatuto da carreira docente do subsistema de ensino não universitário. A nova direcção vai igualmente incrementar acções formativas dos líderes da organização para o exercício da advocacia laboral a favor dos trabalhadores do sector, bem como divulgar nas escolas informação sobre o papel do sindicato e a necessidade de filiação, e a implantação de núcleos activos nas instituições de ensino.
A assembleia também discutiu e aprovou o relatório de balanço e contas do mandato de 2007/2011 e contou com a participação de 63 delegados dos 12 municípios da província. No Kuanza-Sul, o Sinprof tem 7.156 filiados.

Tempo

Multimédia