Províncias

Nova escola em Quilunda

Victor Pedro| Sumbe

As populações da Quilunda, na comuna da Ngangula, contam, desde segunda-feira, com mais uma escola primária com capacidade para 400 alunos.

O empreendimento, construído de raiz pela construtora portuguesa Mota Engil, tem cinco salas, dois gabinetes e igual número de quartos de banho, sala para professores e outra de reuniões.
O administrador municipal do Sumbe, Américo Sardinha, que inaugurou a escola, disse que a instituição faz parte de um vasto programa das autoridades, que tem por objectivo substituir as salas antigas, construídas com material provisório, por outras definitivas.
O responsável sublinhou que um dos principais objectivos do Governo é atingir as metas do milénio sobre a erradicação do analfabetismo, até 2025. O director da escola, Alberto Chila, reconheceu que a inauguração da escola primária da Quilunda vai dar um novo alento às crianças, uma vez que estas estudavam em condições precárias.

Tempo

Multimédia