Províncias

Nova ponte no rio Kuvo

Manuel Tomás | Sumbe

O director provincial do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), no Kwanza-Sul, Salgado da Piedade Paixão, afirmou quinta-feira que a instituição vai iniciar a construção de uma nova ponte sobre o rio Kuvo, na Gonga, que separa os municípios do Sumbe e Porto Amboim.

As estradas secundárias e terciárias também estão a ser reabilitadas
Fotografia: Jornal de Angola

O director provincial do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), no Kwanza-Sul, Salgado da Piedade Paixão, afirmou quinta-feira que a instituição vai iniciar a construção de uma nova ponte sobre o rio Kuvo, na Gonga, que separa os municípios do Sumbe e Porto Amboim.
Salgado Paixão disse que as obras vão permitir uma melhor circulação dos automobilistas que fazem o percurso a Norte, Leste e Sul do país.
Afirmou que a data do início dos trabalhos depende da conclusão do estudo das propostas do concurso público, lançado durante o ano passado pelos serviços centrais de tutela. O responsável do INEA referiu que a nova ponte vai estar dotada de duas faixas de rodagem nos dois sentidos, área para a circulação dos peões e vão ser aplicadas tecnologias modernas.
“A entrada em funcionamento desta ponte constitui uma mais-valia não só para a província, mas para o país em geral. Assistimos, actualmente, que os camiões que utilizam esta via excedem o limite das cargas. Desta forma, a ponte vai facilitar maior segurança aos utentes”, ressaltou Salgado da Piedade Paixão.
Precisou que, quando as obras iniciarem, os automobilistas vão utilizar a via que parte do Instituto Nacional dos Petróleos, às Cachoeiras da Binga, onde está preparado um troço devidamente terraplanado que dá acesso à estrada de Porto Amboim/Luanda.
De acordo com o director do INEA, Salgado Paixão, foram adjudicadas, no ano passado, várias obras que estão a engrandecer a província, porquanto permitem à população se deslocar duma localidade para outra sem sobressaltos.
Adiantou que a instituição realizou trabalhos de recuperação nos troços Sumbe/Gabela/ Kibala, mas, devido a alguns constrangimentos nesta última via, estão por concluir cerca de 20 quilómetros. Também foi asfaltada e sinalizada a via Kibala/Wako Kungo até ao entroncamento com a estrada 120, onde está o desvio para a sede municipal do Kassongue.
Garantiu não existirem problemas relativamente à circulação nas principais vias de comunicação na província, porque todas as estradas beneficiaram de obras. Por isso, frisou, os utentes movimentam-se com segurança e comodidade, tendo reduzido o número de horas de viagem em relação aos tempos idos.
Declarou que, para este ano, está projectada a conclusão dos trabalhos na estrada Sumbe/Seles até ao entroncamento para Kassongue e desta para a comuna de Atome, bem como o troço Kibala/Kariango/Mussende até a ponte sobre o rio Kwanza, que liga à província de Malange.
Disse que as obras de vulto foram adjudicadas às empresas MCA, Queiroz Galvão, T Angola, Bigitex, Bibila, Metro Europa, Conduril, entre outras, e referiu que a instituição vai acompanhar e fiscalizar as obras, para que estas sejam de maior qualidade e durabilidade.

Tempo

Multimédia