Províncias

Novo serviço de radiologia no hospital do Sumbe

Manuel Tomás | Sumbe

O Hospital Geral 17 de Setembro do Sumbe, no Cuanza Sul,  vai dispor de duas salas de Raios X, equipadas com tecnologia de ponta e aparelhos computorizados, no âmbito dos investimentos para a melhoria do atendimento aos pacientes vítimas de acidentes de viação.

Parte frontal do Hospital Geral do Sumbe que conta com novos serviços que permitem melhorar a assistência aos pacientes
Fotografia: Fernando Casimiro | Sumbe

O director-geral do hospital, Felizardo Manuel, disse que os aparelhos já se encontram na cidade do Sumbe e as obras de melhoria do espaço onde vão ser instalados os equipamentos estão na fase conclusiva.
A única dificuldade, acrescentou, reside na chegada dos técnicos que vão trabalhar com os equipamentos, situação que pode ser resolvida em breve.
O serviço de radiologia vem juntar-se a outros, com destaque para o de estomatologia, cirurgia maxilo-facial e dois aparelhos digitais de Raios X, o que está a contribuir para que os pacientes deixem de se deslocar a Benguela ou outras regiões para serem tratados.
O director do hospital anunciou ainda que vão ser formados mais técnicos para trabalharem com os aparelhos modernos.
O aumento da sinistralidade rodoviária foi um dos principais factores que motivaram o Ministério da Saúde a apetrechar as principais unidades hospitalares da província. Felizardo Manuel disse que o corpo clínico do hospital tem 38 médicos.
Com capacidade para 200 camas de internamento, o Hospital do Sumbe  presta serviços nas especialidades de medicina, cirurgia, ortopedia, cardiologia, laboratório de análises, hemoterapia, cuidados intensivos, bloco operatório e banco de urgência.
Com a abertura no mês passado do Hospital Pediátrico Provincial, Felizardo Manuel considerou que a unidade está desafogada ainda que aumentem os doentes com traumas resultantes de acidentes de viação.
O Hospital Geral 17 de Setembro, atendeu durante o mês de Outubro 6.726 pacientes, o que representa uma diminuição no atendimento de mais de quatro mil doentes em relação a igual período do ano anterior, fruto da entrada em funcionamento dos serviços de pediatria no Hospital Municipal do Sumbe.
O bloco operatório efectuou 76 operações, sendo 39 urgentes.  Felizardo Manuel disse que o Hospital Geral do Sumbe tem prestado um serviço eficiente, mercê do investimento do Executivo, no âmbito da municipalização dos serviços sanitários.

Tempo

Multimédia