Províncias

Pedido construção de projectos hitacionais

Casimiro José | Sumbe

Os membros do Governo do Cuanza Sul defenderam ontem, na cidade do Sumbe, ser urgente a construção das centralidades nos municípios de Porto Amboim, Amboim e da Cela, com vista a dar solução à carência habitacional nas localidades.

Membros do Governo do Cuanza Sul apreciaram e avaliaram as acções realizadas
Fotografia: Casimiro José | Sumbe | Edições Novembro

Reunidos na sua II sessão ordinária, sob orientação do governador provincial Eusébio de Brito Teixeira, os membros do Governo apreciaram e avaliaram as acções realizadas durante o mandato referente ao quinquénio 2012/2017.
Os membros do Governo consideraram ter havido avanços em relação às acções de governação viradas para os programas de combate à pobreza, no sectores da agricultura e pescas, cuidados primários de saúde, Água para Todos, construção e reabilitação de infra-estruturas e expansão da rede escolar.
No que diz respeito ao sector da Educação, os membros do Governo realçaram a valorização dos professores que, de forma voluntária, prestam serviços, tendo, por isso, minimizado a carência de quadros em várias escolas do ensino primário. Com base na boa prestação dos docentes voluntário, foi recomendado a inserção deste nos futuros concursos públicos de acesso ao sector.
De igual modo que foi recomendada a expansão do ensino superior para o interior da província, no sentido de dar resposta às solicitações de aumento de nível de escolaridade dos estudantes e funcionários públicos residentes nos municípios.
No domínio da saúde, os membros do governo da província manifestaram preocupação com o estado de degradação dos Hospitais Geral 17 de Setembro do Sumbe, municipal da Gabela, da Boa Entrada (ex-CADA), de Porto Amboim e da unidade sanitária da Cela, instalado na cidade do Waco Cungo.
No sector da Agricultura, consideraram imperiosa a dinamização de várias parcelas de terras para maximizar à produção de bens de consumo básico e do centro de inseminação artificial da Cela, assim como do matadouro do Porto Amboim. />Quanto às Pescas e produção do sal, os participantes deliberaram sobre a necessidade de se dinamizar a empresa Peskwanza, a construção da ponte cais e do porto, na cidade de Porto Amboim. Também é ponto assente a necessidade de se revitalizar aprodução de sal em Porto Amboim e no Sumbe.
Os membros do Governo apreciaram com satisfação a conclusão da centralidade do Sumbe, a reconstrução e reabilitação das vias secundárias e terciárias no interior da província, bem como do programa de ampliação das estradas nacionais em curso.
Na sessão de abertura, o governador provincial, Eusébio de Brito Teixeira, disse que o mandato do quinquénio 2012-2017 foi marcado por vários constrangimentos, resultantes da quebra brusca dos preços do petróleo no marcado internacional, facto que, segundo ele, condicionou a realização das tarefas programas.
“Apesar dos indicadores positivos, que apresentam o relatório do fim do mandato, devíamos fazer mais se não fosse a crise financeira que vivemos, pois a execução de muitas acções conheceu um interregno por falta de recursos financeiros”, sustentou Eusébio de Brito Teixeira que explicou que o relatório de passagem de pastas afigura-se como um processo normal na sociedade democrática, numa altura em que, como disse, cessado o mandato muitos podem ser chamados para outras funções e outros não. Eusébio de Brito Teixeira disse que as acções imediatas vão incidir nas acções correntes de atendimento às preocupações das populações, dando maior atenção à assistência médica e medicamentosas, por constituir prioridade do Executivo.
Eusébio de Brito Teixeira destacou o empenho de todos na realização dos programas e projectos.

Tempo

Multimédia