Províncias

Pedido mais rigor no exercício laboral

Casimiro José | Sumbe

A decana do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED), da Universidade Katyavala Bwila, na província do Cuanza Sul, Amélia Sakongo, reafirmou segunda-feira no Sumbe o desejo de continuar a primar pelo rigor em observância das orientações emanadas pelo Ministério do Ensino Superior.

Fotografia: JAIMAGEM

A responsável, que foi reconduzida para mais um mandato de quatro anos, apelou para uma maior dedicação e espírito de união no trabalho, para se atingir os objectivos preconizados.
A actual direcção se propõe a trabalhar tendo como premissas o rigor, cumprimento da legislação do Ministério do Ensino Superior, espírito de equipa e solidariedade.
Amélia Sakongo reconheceu os avanços registados na instituição. O Instituto Superior de Ciências funcionava com apenas quatro docentes e  105 estudantes. Actualmente, conta com 67 docentes e um universo de 2.350 estudantes nos distintos cursos aí ministrados.
Até ao momento, o Instituto Superior de Ciências de Educação, que integra a II Região Académica, formou cerca de dois mil licenciados nos cursos de Matemática, História, Pedagogia, Geografia e Psicologia.
Além da decana Amélia Sakongo, foram empossados Miguel Casimiro, no cargo de vice-decano para área académica, e  Lourenço de Sousa, vice-decano para a área científica, que substituem nos cargos António Nzinga e José  Mulay.

Tempo

Multimédia