Províncias

Perigo das drogas em debate no Cuanza Sul

Casimiro José | Mussende

Jovens e adolescentes do município de Mussende foram sensibilizados sobre os perigos das drogas e do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, durante uma palestra promovida pelo Grupo Cultural Cuanza Sul.

Nas palestras são debatidos temas relacionados com as consequências das drogas e bebidas alcoólicas e o papel da família na mudança de hábitos
Fotografia: Casimiro José| Mussende


O coordenador do Grupo Cultural Cuanza Sul, Quintas Cabuíza, salientou que a sociedade deve combater os factores desviantes, uma vez que concorrem igualmente para o comprometimento do futuro individual e das comunidades.
Durante a palestra, que juntou centenas de jovens, adolescentes, membros da Administração Municipal e de líderes comunitários, foram debatidos temas relacionados com as influências negativas das drogas, o papel e a influência das famílias na mudança de hábitos.
O coordenador afirmou que a educação e a instrução são factores para o sucesso, elementos que juntados à educação religiosa, o respeito pelos usos e costumes e aos símbolos nacionais contribuem para uma sociedade mais estável.
Quintas Cabuíza salientou que a construção de uma nação próspera passa pela educação e promoção dos valores cívicos e morais no seio dos jovens e adolescentes. Mas os adultos têm o dever de transmitir as boas práticas.
“Os adultos devem continuar a lamentar os maus comportamentos de jovens e de adolescentes, mas temos de desenvolver acções práticas que podem inverter o actual quadro, transmitindo à juventude boas maneiras, na família e na comunidade”, salientou o coordenador Quintas Cabuíza.
O responsável do Grupo Cultural Cuanza Sul considerou positiva a adesão de jovens e adolescentes às sessões de sensibilização realizadas nos municípios do Sumbe, Ebo, Cela, Quibala e, agora, em Mussende. Mas, para continuar a levar a cabo estas actividades, são necessários apoios dos organismos públicos e privados.
No campo musical, Quintas Cabuíza lamentou a falta de meios de transporte e de uma aparelhagem para facilitar as actividades desenvolvidas pelo grupo. Além da palestra, o grupo cultural procedeu à entrega de material didáctico à secção municipal da Educação, para atender as crianças desfavorecidas. A administradora do município de Mussende, Joaquina Gabriel, reconheceu que estas actividades permitem uma socialização harmoniosa. Com 45 integrantes, o Grupo Cultural Cuanza Sul também descobre novos talentos, pesquisa valores culturais na província e contribui para o reconhecimento dos músicos pela União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC).

Tempo

Multimédia