Províncias

População aplaude as acções em curso

Casimiro José | Calulo

A população de Calulo, município do Libolo, na província do Kwanza-Sul, que celebrou na quarta-feira o 110º aniversário da festa de Santo António do Padroeiro, que marca o dia em que foi fundada a vila, em 1902, aplaude as acções em curso na região, no âmbito do programa de combate à pobreza.

Vista parcial da vila de Calulo que conheceu desde o fim da guerra um crescimento vertiginoso com a construção de várias infra-estruturas
Fotografia: Casimiro José| Calulo

A população de Calulo, município do Libolo, na província do Kwanza-Sul, que celebrou na quarta-feira o 110º aniversário da festa de Santo António do Padroeiro, que marca o dia em que foi fundada a vila, em 1902, aplaude as acções em curso na região, no âmbito do programa de combate à pobreza.
Desde o fim da guerra, em 2002, que deixou destruída grande parte das infra-estruturas da vila, Calulo conheceu um crescimento vetiginoso, com a construção de novos edifícios habitacionais e empreendimentos sociais, com destaque para os sectores da Saúde, Educação e pequenas e médias indústrias.
Em declarações ao Jornal de Angola, o administrador municipal do Libolo, Luís Carneiro, considera que os projectos executados, no âmbito do programa municipal integrado de desenvolvimento rural e combate à pobreza, estão a corresponder aos principais anseios dos habitantes da região.
O administrador Luís Carneiro garantiu que, apesar dos resultados alcançados, a Administração municipal aposta na melhoria do nível de vida das populações.
“Por aquilo que fizemos até aqui, temos recebido o encorajamento de que estamos no caminho certo, mas não consideramos essa avaliação como sendo a meta das nossas acções”, esclareceu. Referiu que vão continuar a trabalhar para que as populações sintam o impacto do trabalho. O administrador Luís Carneiro disse que pretende, a curto prazo, alterar a actual situação de falta de quadros na Administração local do Estado, de maneira a permitir um funcionalismo público mais actuante. 
Sobre os desafios que suscitam maior intervenção da Administração municipal, Luís Carneiro apontou os sectores das águas e saneamento como as principais áreas a merecerem prioridade, para que as populações da região tenham uma vida digna.
O entrevistado apelou aos munícipes para colaborarem na implementação dos projectos implementados pela Administração municipal, para a obtenção de melhores resultados.
 A presença dos primeiros missionários no município do Libolo data de 1891, ano em que estabeleceram relações diplomáticas com alguns sobas da região, segundo o administrador Luís Carneiro.
Foi assim que, em finais de 1893, se instalou a Igreja Santo António do Libolo, fundada pelo padre Manuel José de Sousa.
A vila de Calulo é a sede do município do Libolo, que detém uma superfície de nove mil quilómetros quadrados e cerca de 125 mil habitantes.

Tempo

Multimédia