Províncias

Produtores melhoram sementes

Um total de 123 produtores de milho das províncias do Kwanza-Norte, Huambo, Huíla e Kwanza-Sul estão desde ontem no Waku Kungo, município da Cela, para aprimorarem conhecimentos sobre a multiplicação de sementes, em iniciativa do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas.

Um total de 123 produtores de milho das províncias do Kwanza-Norte, Huambo, Huíla e Kwanza-Sul estão desde ontem no Waku Kungo, município da Cela, para aprimorarem conhecimentos sobre a multiplicação de sementes, em iniciativa do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas.
Durante dois dias, os produtores vão abordar temas relacionados com as variedades do milho, a avaliação de variedades, variedade de polinização, agronomia de produção de sementes e manejo, planeamento da produção de sementes e asseguramento da qualidade das sementes.
Na abertura do encontro, o director-geral do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), Marcos Nhunga, disse que esta acção de formação visa ultrapassar os problemas ocorridos durante o processo de multiplicação das sementes, para se melhorarem as condições técnicas e aumentar o rendimento na produção no presente ano.
O seminário de avaliação, planificação e formação técnica “é uma oportunidade concedida pelo Ministério da Agricultura e Pescas para que os produtores façam uso, de forma correcta, de uma nova variedade de milho importado cuja multiplicação permite que haja mais camponeses e agricultores a usarem a semente”. 
O seminário, que encerra hoje, está a ser orientado por técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agrário, do Instituto de Investigação Agronómica (IIA), do Serviço Nacional de Sementes (SENSE) e por quatro especialistas do Centro Internacional de Melhoramento do Milho e Trigo (CIMMYT), com a sede regional em Harare. No Waku Kungo o Projecto Aldeia Nova desenvolve um programa exemplar em Angola de produção agro-pecuária e de combate à fome e à pobreza.

Tempo

Multimédia