Províncias

Professores aperfeiçoaram conhecimentos

Manuel Tomás| Sumbe

Um grupo de 60 professores do ensino especial da província do Cuanza Sul defendeu, durante uma acção formativa, no Waku Kungo, município da Cela, a extensão deste sistema a todas as municipalidades e a criação de condições para a sua implantação.

Autoridades promovem acções com vista a formar os portadores de deficiência
Fotografia: Fernando Camilo|sumbe

A acção formativa dirigida a professores que ensinam alunos com necessidades educativas especiais foi promovida pelo Instituto Nacional do Ensino Especial do Ministério da Educação, no âmbito do Programa de Inclusão Escolar.
 Os participantes tomaram contacto com os fundamentos da educação especial na perspectiva da educação inclusiva e a introdução à tecnologia assistida.
Orientada por técnicos superiores do Ministério da Educação, a formação analisou igualmente temas como altas habilidades, transtornos globais de desenvolvimento e atendimento educativo especializado da deficiência intelectual, visual, auditiva e motora.O director-geral adjunto do Instituto Nacional do Ensino Especial, Lucas Luciano, disse que o Ministério da Educação perspectiva promover acções formativas pedagógicas, com vista a formar os portadores de deficiências, independentemente da sua condição. “Esperamos estabelecer uma nova perspectiva para elevar o processo educativo dos portadores de deficiências e espera-se que profissionais com competência técnica possam, a partir desta acção formativa, dominar os conteúdos escolares.

Tempo

Multimédia