Províncias

Professores são avaliados

Victor Pedro | Sumbe

Professores e alunos das classes terminais do município do Sumbe, no Kwanza-Sul, estão a ser avaliados por uma comissão de acompanhamento da reforma educativa (CAARE) do Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia.

Professores e alunos das classes terminais do município do Sumbe, no Kwanza-Sul, estão a ser avaliados por uma comissão de acompanhamento da reforma educativa (CAARE) do Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia.
A comissão, que se encontra no Sumbe desde segunda-feira, pretende recolher subsídios dos principais intervenientes do sector, para ter informações mais precisas sobre o ponto da situação do processo da reforma educativa que decorre no país.
A coordenadora da comissão de acompanhamento e avaliação da reforma educativa, Andrea Oatanha, lembrou que durante a avaliação e recolha de dados, os professores e alunos estão a receber instrumentos como questionários, entrevistas, provas escritas de Língua Portuguesa e Matemática, de acordo com o nível dos alunos e professores. Considerou a avaliação como o culminar de um processo que tem sido aplicado desde o arranque do processo do mono docência e esclareceu que os instrumentos usados têm tido alterações de acordo com as novas exigências dos currículos actualmente utilizados.
A avaliação é um processo contínuo, disse a responsável, acrescentando que o mesmo vai permitir aperfeiçoar as novas formas de actuação, nas quais o Ministério tem capacidade de intervir consoante os resultados a obter no final deste processo.
“Trata-se de um processo experimental que requer um acompanhamento especial que permita fazer as correcções em tempo recorde, de forma a acautelar as falhas que podem surgir no decorrer da avaliação”, salientou.
A coordenadora da comissão recordou que este trabalho de recolha de dados vai contemplar os sete municípios da província onde está em curso a mono docência, designadamente, Sumbe, Porto Amboim, Amboim (Gabela), Quibala, Cela, Conda e Seles, tal como nas restantes províncias do país.Participam na acção de avaliação pais, encarregados de educação, gestores de educação, parceiros sociais de educação e outros intervenientes no processo de educação.

Tempo

Multimédia