Províncias

Profissionais do Kwanza-Sul querem melhores condições

Carlos Bastos | Sumbe

Os participantes nas jornadas científicas e pedagógicas promovidas pelo hospital “17 de Setembro” do Sumbe defenderam “melhores condições técnicas e humanas” para o exercício das suas actividades.

No encontro de três dias, que reuniu médicos e outros trabalhadores da saúde, foi salientado o interesse dos profissionais do sector aperfeiçoarem continuamente as técnicas de diagnóstico e tratamento de certas patologias e de ser melhorado o saneamento básico na província.
Os participantes sugeriram o aumento do número de brigadas de vacinação e a criação de equipas de agentes comunitários que realizem campanhas sobre a importância da prevenção de doenças.
Doenças ocupacionais, nódulo pulmonar, morbi mortalidade em pediatria, gestão de resíduos hospitalares, cancro do esófago, atendimento ao público, traumatismo crânio encefálico, complicações da tuberculose em pacientes com VIH, precaução padrão de protecção individual e colectiva, repercussões cardiovasculares da HTA, complicações da anestesia geral, traumatismo e cuidados básicos no banco de urgência foram alguns dos temas tratados no encontro.
Nas jornadas, subordinadas ao tema “Biossegurança Hospitalar, Pensando e Educando”, participaram mais 270 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e professores do curso de enfermagem do Instituto Superior Politécnico do Kwanza-Sul.

Tempo

Multimédia