Províncias

Programa Angola Jovem no Kwanza-Sul apoia empreendedores com materiais

Victor Pedro | Sumbe

Jovens de ambos os sexos da província do Kwanza-Sul, num total de 1.033, beneficiaram este ano de vários kits profissionais e de crédito bancário, no âmbito do programa "Angola Jovem", revelou segunda-feira ao Jornal de Angola o director provincial da Juventude e Desportos, Manuel do Nascimento Rosa da Silva.

Os jovens receberam formação nas mais diversas áreas o que permitiu o enquadramento de muitos deles no mercado de trabalho
Fotografia: Casimiro José

Jovens de ambos os sexos da província do Kwanza-Sul, num total de 1.033, beneficiaram este ano de vários kits profissionais e de crédito bancário, no âmbito do programa "Angola Jovem", revelou segunda-feira ao Jornal de Angola o director provincial da Juventude e Desportos, Manuel do Nascimento Rosa da Silva.
O responsável realçou que o programa “Angola Jovem” distribuiu, em 81 cooperativas, 421 kits profissionais, para lavagem de carro, agricultura, alvenaria, recauchutagem fixa e móvel, mecânica, roulote bar, auto-construção dirigida e engraxador, que abrangeu 519 jovens empreendedores. Outros 514 receberam crédito através do Banco de Poupança e Crédito (BPC), que disponibilizou 383.762 dólares.
Rosa da Silva notou que na província do Kwanza-Sul foram projectadas 92 casas sociais para a juventude, das quais 68 já foram construídas no município do Sumbe e outras 24 ainda estão em construção na Cela.
Os principais programas desenvolvidos a nível nacional incluem, disse o responsável, projectos de construção de bairros sociais, casas da juventude, centros comunitários, entre outros. Sublinhou terem sido identificadas outras reservas fundiárias noutros municípios, onde vão ser construídas cerca de 100 casas de carácter social.
Rosa da Silva acrescentou que houve uma grande expansão no desporto, que permitiu o surgimento das modalidades de atletismo, xadrez, ginástica, karaté, futebol, basquetebol, entre outras.
O desempenho dos praticantes e dos clubes, referiu, permitiu a participação da província em campeonatos nacionais e certames internacionais de várias modalidades.
Manuel da Silva reconheceu que, apesar dos esforços que estão a ser feitos, há ainda muito trabalho por se fazer na área dos desportos, com vista a criar melhores formas de  actuação e proporcionar as condições que vão favorecer e impulsionar as actividades desportivas em todos os municípios da província.
Outra preocupação apontada pelo director está relacionada com a falta de diálogo entre os praticantes das modalidades e os clubes, situação que tem vindo a dificultar os objectivos traçados pelo sector.
O director afirmou que os 12 municípios da província do Kwanza-Sul carecem de infra-estruturas desportivas modernas. As existentes já não oferecem condições de trabalho para  impulsionar a prática de mais modalidades desportivas.
O governo da província, dentro das suas acções, reabilitou o campo municipal Hoji Ya Henda e está a recuperar o pavilhão do Benfica do Sumbe, incluindo várias quadras existentes nas escolas.
O director da Juventude e Desportos sublinhou a necessidade de se conjugarem esforços para inserir os jovens nas diversas modalidades desportivas, para se evitar que estejam virados a práticas como a delinquência, prostituição e droga.

Tempo

Multimédia