Províncias

Projectos económicos em marcha nos municípios

Manuel Tomás | Sumbe

Centenas de famílias camponesas do município do Mussende e 1.500 da comuna do Dumbi, em Cassongue, no Cuanza Sul, estão enquadradas num projecto integrado de café arábica, com vista a contribuir para o programa do Executivo de Combate à Pobreza.

A produção do café na comuna do Dambi aumentou consideravelmente o que levou à montagem de uma fábrica de descasque
Fotografia: Fernando Camilo | Cuanza Sul

O projecto está a ser executado naquelas localidades pela Acção Angolana para o Desenvolvimento há mais de dez anos e conta com a parceria da Oikos. É financiado pelo Ministério da Cooperação Alemã.
O director provincial da Acção Angolana para o Desenvolvimento no Cuanza Sul, Albino Chicale, disse que a instituição  entregou às comunidades ferramentas e materiais para artes e ofícios, alvenaria, marcenaria, apicultura e cestaria. Assim vão aumentar os rendimentos e sustento familiar, contribuindo para o combate à pobreza.

Distribuição de sementes

Além das ferramentas também foram distribuídas sementes e está a ser garantida assistência técnica para a prática da agricultura de regadio e sequeiro.
Nas comunidades foram ainda instalados moagens a martelo a fim de evitar que as mulheres utilizem as pedras para a transformação do milho em fuba.
No município do Mussende, o projecto está em execução na comuna de São Lucas, onde decorre o processo de repovoamento florestal, daí terem sido criadas alfobres e viveiros com plantas de eucalipto. “Cada família, das duas mil inseridas no projecto, está a beneficiar de um hectare plantado com eucaliptos, por se tratar de uma planta que facilmente se adapta ao clima de São Lucas”, disse Albino Chicale.

Formação profissional

A Acção Angolana para o Desenvolvimento, em parceria com a Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) no Sumbe, tem apoiado a formação profissional de jovens nas especialidades de informática, contabilidade informatizada, culinária, pastelaria e inglês. Até ao momento foram formados 400 jovens, na comuna do Dumbi e em São Lucas.
Para permitir o aceso de mais jovens, foi reabilitado o centro de formação anexado à igreja. Neste momento decorrem obras da construção de um novo centro com mais capacidade, no bairro das Salinas, onde foi erguido um novo templo.
Em Porto Amboim, a Acção Angolana para o Desenvolvimento está a formar jovens nas áreas da informática, canalização, electricidade e serralharia. Foi construído um edifício de raiz,  com cinco salas.

Apoio a acções no Bié

O director provincial da Acção Angolana para o Desenvolvimento, Albino Chicale, informou que a sua organização vai, em Abril próximo, alargar o seu raio de acção ao município do Andulo, província do Bié, na vertente da formação profissional.
A formação vai ser ministrada na missão do Chilesso, da Igreja Evangélica Congregacional em Angola, onde se encontram em regime de internato jovens que vão ser formados em várias áreas de artes e ofício. Nos municípios do Mussende, comuna de São Lucas, e Cassongue, comuna do Dumbi, a produção do café arábica alcançou as 40 toneladas este ano, tendo sido montadas naquelas localidades duas fábricas de descasque para facilitar o tratamento do grão e a sua comercialização.
Actualmente o café mabuba é vendido na província a 80 kwanzas o quilo e o comercial a 100 kwanzas.
O director provincial da Igreja Evangélica Congregacional em Angola propôs uma avaliação independente de todos os projectos executados, durante o tempo de permanência (20 anos) no Cuanza Sul.
 Posteriormente vai ser elaborado um plano estratégico para outras acções a executar nos próximos cinco anos. “Esta é a nossa intenção para se ter uma ideia da nossa acção”, disse.

Tempo

Multimédia