Províncias

Província do Bengo tem centro de produção de brita e de blocos

Edson Fontes|Caxito

O vice-governador do Bengo para a Organização e Serviços Técnicos, Farel Van-Dúnem, procedeu terça-feira à inauguração de um centro de produção de agregados (pedreira), afecto à empresa Geomineral - Exploração  e Transformação de Minerais SA.

O vice-governador do Bengo para a Organização e Serviços Técnicos, Farel Van-Dúnem, procedeu terça-feira à inauguração de um centro de produção de agregados (pedreira), afecto à empresa Geomineral - Exploração  e Transformação de Minerais SA, na localidade das Mabubas, que tem como objectivo a exploração de inertes.   
O empreendimento, orçado em 12 milhões de dólares, vai produzir brita, pó de pedra, rochão britado e blocos.
No acto da inauguração, a ­directora provincial da Geologia e Minas, Rolinda José, disse que o empreendimento constitui um valor acrescentado para o desenvolvimento económico e social da província do Bengo, por criar, principalmente, vários postos de emprego.
“Durante muito tempo no nosso país tínhamos o petróleo como única fonte para o OGE, neste momento já há uma diversificação no surgimento de novas empresas, o que significa dizer que o nosso orçamento não depende exclusivamente do petróleo mais sim do sector industrial, que está a contribuir significativamente para o OGE”, disse Rolinda José.
A responsável considerou que a província do Bengo dispõe de matéria-prima suficiente para poder levar a cabo um programa de industrialização que atenda a área de construção civil e outros sectores das obras públicas. Sobre a beneficência social nas áreas de exploração, a directora provincial da Geologia e Minas apelou às empresas mineiras no sentido de prestarem uma maior atenção às comunidades, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das populações.

Tempo

Multimédia