Províncias

Reabilitação de infra-estruturas é prioritária

Casimiro José | Gabela

O administrador municipal do Amboim, Rui Miguel, revelou que as autoridades locais prevêem, para os próximos tempos, a criação de uma escola de enfermagem na localidade da Boa Entrada.

Várias infra-estruturas de impacto social estão a ser recuperadas para melhorar a prestação de serviços à população da região
Fotografia: José Soares|

O administrador municipal do Amboim, Rui Miguel, revelou que as autoridades locais prevêem, para os próximos tempos, a criação de uma escola de enfermagem na localidade da Boa Entrada. Falando à imprensa no final dos festejos da cidade da Gabela, naquele município, ocorridos sexta e sábado, assegurou que a reabilitação do hospital local, na cidade da Gabela, e da Boa Entrada, na ex-CADA, consta igualmente dos projectos.
Outra aposta anunciada pelo administrador municipal do Amboim, para os próximos tempos, tem a ver com a construção de mais seis postos de saúde nos locais de maior concentração populacional.
Prevê-se ainda a construção de um centro médico na comuna do Assango e aumento da capacidade técnica dos médicos e enfermeiros de diversos escalões.
Com uma superfície de 1.027 quilómetros quadrados, o município do Amboim conta com uma população estimada em 208.089 habitantes e a divisão administrativa corresponde a duas comunas, sendo a sede e do Assango, com três áreas administrativas, nomeadamente Salinas, Honga e Boa Entrada (EX-CADA).
As autoridades locais estão a trabalhar junto da sociedade civil para se determinar a data para as celebrações do aniversário da cidade da Gabela.
Os diplomas coloniais apontam que o 28 de Setembro do longínquo ano de 1907 foi marcado pelo hastear da bandeira portuguesa naquela região. Para que a data não passasse despercebida, a administração municipal do Amboim elaborou um programa que contemplou várias actividades, como encontros de reflexão sobre a cidade e seus desafios, palestras sobre o papel das autoridades administrativas, tradicionais e sociedade civil para o desenvolvimento do município, actividades musicais e desportivas.
Em declarações ao Jornal de Angola, a propósito da efeméride, o administrador municipal afirmou que diferentes programas estão a permitir a execução de projectos que visam imprimir uma nova dinâmica de desenvolvimento da circunscrição municipal. Rui Miguel disse que o sector social constitui uma das prioridades da administração, sobretudo na construção e reabilitação de infra-estruturas escolares e de saúde.
Quanto aos recursos humanos, referiu que os serviços de saúde são assegurados por 13 médicos, dos quais dois nacionais e 184 enfermeiros. A assistência materna nas comunidades conta com o envolvimento de 120 parteiras tradicionais e 110 agentes comunitários, estes últimos com a missão de espalharem informações sobre os cuidados primários de saúde.
O município do Amboim dispõe de dois hospitais municipais, sendo um na sede e outro na Boa Entrada (CADA), 16 unidades hospitalares, sendo quatro centros médicos e 12 postos de saúde, número que pode crescer quando forem inaugurados mais dois postos de saúde nas localidades da Lapala e Honga.
A entrada em funcionamento do entreposto na cidade da Gabela, em Julho deste ano, constitui um dos maiores ganhos dos produtores locais que, no passado recente, enfrentavam enormes dificuldades no escoamento dos produtos para os mercados.
Gerido pela empresa Fruta&Legumes, o entreposto compra os produtos dos camponeses e canaliza-os para os supermercados da capital do país e outras capitais de províncias de maior consumo.
A cidade da Gabela detém uma estrutura arquitectónica invejável e infra-estruturas sociais e habitacionais, o que lhe valeu albergar algumas direcções provinciais na década de 80, como as do Comércio, Finanças e Transportes, além de ter o privilégio da instalação da central de trans­formação de energia eléctrica, a partir da barragem de Cambambe. Uma intervenção profunda vai acontecer brevemente, com a execução, pela Odebrecht, do programa de requalificação da cidade da Gabela, a par das cidades do Sumbe e de Porto Amboim, segundo o administrador.

Tempo

Multimédia