Províncias

Receitas tributárias em formação

Casimiro José | Quibala

Questões ligadas às transgressões, contencioso administrativo e às modalidades da colecta de receitas públicas nos 12 municípios do Cuanza Sul são temas de uma formação iniciada ontem na qual participam 40 técnicos das administrações locais, disse o chefe do gabinete de estudos e cooperação do Instituto de Formação da Administração Local.

Quadros das administrações municipais do Cuanza Sul participam até sexta-feira num seminário de actualização de conhecimentos
Fotografia: Casimiro José |

Luciano Azevedo informou que a formação  decorre, em simultâneo, nas sedes dos municípios da Quibala e do Amboim, no âmbito do projecto “Participação Comunitária para o Desenvolvimento Local”, implementado pela Associação Angolana para Educação de Adultos (AAEA).
A formação tem o financiamento da União Europeia e da organização holandesa ICCO, na base da parceria estabelecida entre a Associação Angolana para Educação de Adultos e o Instituto de Formação da Administração Local, que se encarrega da componente formativa.
Luciano Azevedo explicou que a segunda fase da formação  decorre  nas cidades da Gabela  e da Quibala, no período de Fevereiro a Abril deste ano, com duas formações por mês. Durante as formações, os participantes aperfeiçoam matérias sobre gestão escolar dirigida aos directores municipais da Educação e de escolas, e sobre gestão e fomento do turismo e da agricultura para o desenvolvimento local.
/>Parceria estratégica

Luciano Azevedo considerou que a parceria entre a AAEA e o Instituto de Formação da Administração Local constitui um elemento catalisador para a execução do programa de formação e capacitação dos quadros das administrações municipais da província do Cuanza Sul.
O presidente de direcção da Associação Angolana para a Educação de Adultos, Vítor Barbosa, referiu que a  parceria   responde as solicitações das administrações, em matéria de formação de seus quadros. Vítor Barbosa reconheceu que os resultados alcançados até agora deveram-se aos apoios da União Europeia, do envolvimento do Ministério da Administração do Território e do Governo Provincial do Cuanza Sul.
A primeira fase do ciclo de formação decorreu de Agosto a Novembro do ano passado, nos municípios do Amboim e da Quibala, e incluiu  70 técnicos administrativos dos 12 municípios, disse Luciano Azevedo.

Tempo

Multimédia