Províncias

Resgate de valores morais na Cela

Casimiro José| Wako-Kungo

Um programa de resgate de valores morais e cívicos entre a sociedade arrancou ontem na cidade da Cela, província do Kwanza-Sul.
A iniciativa partiu da associação “Os Jovens Amigos da Literatura” do município da Cela, que congrega 35 associados.

Jovens foram chamados a darem o seu contributo no problema que aflige a sociedade
Fotografia: Casimiro José| Sumbe

Um programa de resgate de valores morais e cívicos entre a sociedade arrancou ontem na cidade da Cela, província do Kwanza-Sul.
A iniciativa partiu da associação “Os Jovens Amigos da Literatura” do município da Cela, que congrega 35 associados.
 O acto de lançamento foi marcado pela presença do vice-governador para a Esfera Económica, Mateus de Brito.
Segundo Mateus de Brito, o programa de resgate de valores engloba sessões musicais e outras manifestações culturais, e ensinamentos de bom convívio nas zonas urbanas, peri-urbanas e rurais.
O vice-governador provincial para a Esfera Económica, Mateus Alves de Brito, salientou que o programa surge numa altura em que se requerem iniciativas que possam contribuir para o desenvolvimento da sociedade angolana.
O governante apelou aos jovens a dedicarem-se mais à formação académica e profissional, pondo de parte o consumo de álcool, de drogas, a prostituição e outras práticas que concorrem para a desestabilização social.
O responsável da associação, Camilo Lemos, disse que o programa surgiu da necessidade dos jovens contribuírem para o êxito do processo de resgate de valores morais e cívicos, tendo como meta a instauração de um clima harmonioso na região e na sociedade em geral. Camilo Lemos anunciou que o arranque do programa consiste na construção de jangos comunitários, que vão servir para a exposição de livros de diversos autores e encontros de reflexão dos jovens sobre as matérias ligadas à formação académica e profissional.
O responsável da associação apelou às autoridades locais a contribuírem moral e materialmente para que os jovens tenham a ocupação dos tempos livres em actividades socialmente úteis. O administrador municipal da Cela, Isaías Luciano, congratulou-se com a iniciativa e considerou o acto como “um virar da página para uma governação participativa, em que se cria um ambiente colectivo na identificação e solução dos principais problemas que afligem as populações, sobretudo os jovens”.
O acto do lançamento do programa de resgate de valores morais e cívicos enquadrou-se no 41º aniversário da cidade do Wako-Kungo, a assinalar-se amanhã.

Tempo

Multimédia